segunda-feira, agosto 29, 2005

 

ATENÇÃO!!

Camaradas, a reunião da Cooperativa realiza-se amanhã às 16 horas, mas na sede do Sindicato de Jornalistas, na Rua Duques de Bragança, nas traseiras da Rua António Maria Cardoso (a do São Luiz).

PS - Agradeço que passem a palavra, pois nem todos virão ao blog até amanhã às 16 horas

segunda-feira, agosto 22, 2005

 

A Capital na Castanheira da Serra

Cinco ex-jornalistas da Capital foram este fim-de-semana representar a terra do Bruno Silva no Torneio de Futebol do Alto Ceia, na Pampilhosa da Serra. No meio de montes sem rede para telemóvel e queimados pelo fogo, a equipa da pequena aldeia da Castanheira da Serra conseguiu chegar às meias finais. Derrotada, ainda ganhou o jogo de atribuição do terceiro lugar.
Com um forte apoio na bancada por cerca de seis pessoas, a Castanheira, com poucas faltas e sem cartões, ganhou ainda a Taça do Fair-Play, apesar de a equipa se ter apresentado fortemente inferiorizada pela lesão prematura de Emanuel "Amunike" - o único jogador que da Capital só conhecia o jornal que chegava às bancas. Numa substituição forçada, o sr. Fernando (pai do Bruno), também entrou no último jogo do torneio. Rui Teixeira esteve perto de ser o melhor marcador do campeonato e, apesar de continuar a refilar com os colegas de equipa, teve um comportamento disciplinar em campo exemplar.
Uma noite de copos até às quatro ou cinco da manhã não impediu a equipa de ter um desempenho digno em campo. Há 15 anos que a Casa do Povo da Castanheira da Serra não recebia uma Taça na sua sala de troféus.


Equipa da Castanheira da Serra: Bruno Silva, capitão e mais conhecido como o "senhor presidente"; John Gonçalves, guarda-redes, que num chão de pedra tinha a mania que podia cair como na relva sintética da Catedral de Sacavém; Emanuel "Amunike"; Luís Carmo; Nuno Guedes; Rui Teixeira; e Fernando Silva.


quarta-feira, agosto 17, 2005

 

Almoço em Coimbra

Camaradas, o almoço de confraternização com o pessoal do Comércio do Porto que estava previsto para amanhã em Coimbra foi desmarcado por estar muita gente de férias. A ideia não morre e o repasto irá realizar-se no início de Setembro. Depois será anunciado aqui no blog a nova data. Stay tuned...

segunda-feira, agosto 15, 2005

 

Rui Antunes responde a Pacheco pereira

Não estamos a falar de política ou futebol. Foi com espanto que há poucos minutos encontrei no blog do Pacheco Pereira (abrupto.blogspot.com) um extenso comentário do Antunes a um texto sobre a Capital publicado pelo comentador/político na revista Sábado. Uma análise da morte do nosso jornal a que já tinha encontrado algumas reacções muito negativas na internet. Nomeadamente, nos blogs do Luís Filipe Borges (causa-nossa.blogspot.com) e do Nuno Costa Santos (oacidental.blogspot.com). Agora, foi a vez do nosso sub-editor de desporto responder, de uma forma bastante fundamentada, a este "peso pesado" do comentário nacional. Já concordava com algumas das coisas que escreveu o Pacheco Pereira. Mas concordo muito mais com o que diz o Antunes.

 

Curiosidades de uma tarde na praia:

- Um chinês, igual aos que nos atendem nas lojas, a tomar banhos de sol e de mar – pensava que só trabalhavam.
- Uma família cigana (grande, como todas) a divertir-se no areal. Eles de calções. Elas, mesmo que dentro de água, completamente vestidas.
- Um idoso coberto por um verdadeiro "camião" de algas de todas as cores.
- Um grupo de brasileiros a fazer uma churrascada, acompanhados por música baiana em altos berros.
- Um cão a andar de canoa.

domingo, agosto 14, 2005

 

Libelinha ou Dragão Voador, no Estuário do Sado Posted by Picasa

sábado, agosto 13, 2005

 

Estupidamente desempregaaaaaaaaaada *

Coleguinhas, isto de estar a aparvalhar em casa sem nada para fazer dá cabo de qualquer um! O desespero é tanto que até fui entregar currículos em lojas, só para arranjar uma ocupação enquanto não decido o que fazer da p*** da vida! É o fim!

* Ler com voz de Toy, assim a tremer e tudo

sexta-feira, agosto 12, 2005

 

Fim

Assinei ontem o papel que termina a minha relação com A Capital. Resumindo, já tenho o cheque.

Nunca tive aquilo a que normalmente se chama um contrato de trabalho com a empresa. Mas para sair assinei uma declaração em que me comprometo a não reclamar nada mais da administração. Assim será, apesar de admitir que não saiu contente com toda a confusão em que me vi envolvido nas últimas duas semanas, nem com o resultado final. Ou seja, e sendo directo, com o dinheiro que levo no bolso depois de quase três anos de trabalho. Mesmo assim, podia ter sido muito pior. E, confesso, estes difíceis últimos episódios da minha passagem pela Capital fizeram-me aprender algumas lições que espero ter realmente aprendido para não voltar a cometer os mesmos erros.
A todos os que nas últimas semanas se preocuparam com a minha complexa situação na Capital, o meu obrigado. Especialmente, à Mariana e à Kátia, que me convenceram que não era justo sair daqui “com uma mão à frente e outra atrás”.

Hoje, levo a última (da muita) papelada da minha secretária. Na redacção, quase vazia e já sem telefones, escrevo as últimas palavras no computador que “roubei” à Kátia pouco depois de chegar ao jornal. Uma verdadeira máquina que, apesar de ainda trabalhar (lentamente, é certo), já tem o destino traçado numa lixeira qualquer da região.

Nesta redacção fantasma, onde faltam sobretudo as pessoas que me habituei a ver nos últimos anos, sinto-me como um dos últimos a abandonar o barco. Agora, é ir de férias e esquecer A Capital, para em Setembro ou Outubro voltar à carga com novas ideias e projectos.

quinta-feira, agosto 11, 2005

 

Assim vai o País e o Mundo...

 A candidata do CDS-PP à Câmara de Lisboa manifestou hoje preocupação com a integração dos filhos dos imigrantes e defendeu uma aposta na cultura, educação e urbanismo, no final de uma reunião com a direcção da Associação Cabo-Verdiana. Maria José Nogueira Pinto esteve reunida durante mais de uma hora com a direcção da Associação de Cabo-Verdiana, no âmbito da pré-campanha para as autárquicas de 9 de Outubro, o primeiro de vários encontros que vai manter com associações de imigrantes oriundos de outros países. A candidata do CDS-PP ouviu as propostas e os “desabafos” da presidente da Associação Cabo-Verdiana, Alcestina Tolentino, que se queixou da falta de atenção da autarquia de Lisboa aos problemas dos imigrantes na cidade nos últimos quatro anos.

 Os governadores civis da Guarda, Leiria e Vila Real, os distritos mais afectados pelos incêndios este mês, consideram desnecessário decretar o estado de calamidade pública. Após uma reunião de quase duas horas com o ministro da Administração Interna, 16 governadores civis apresentaram os prejuízos causados pelos incêndios nos seus distritos e discutiram medidas de apoio para as pessoas, bens e as áreas florestais ardidas, mas nada de concreto foi adiantado aos jornalistas. Para a governadora civil da Guarda, o distrito está em condições de resolver todas as situações, sem ser necessário decretar o estado de calamidade pública.

 A Direcção-Geral de Recurso Humanos da Educação (DGRHE) recebeu reclamações de mais de metade dos 2.378 docentes que viram o seu pedido de destacamento do concurso de professores rejeitado, revelou hoje o Ministério da Educação. Até terça-feira, dia em que terminou o prazo para reclamações, 1.504 (63,2 por cento) professores do ensino básico e secundário e educadores de infância impugnaram a rejeição de pedido de destacamento junto da DGHRE. Do total das 1.504 reclamações que deram entrada na DGRHE, 1.173 (78 por cento) dizem respeito aos docentes que pediram destacamento por condições específicas, 226 referem-se a destacamento por preferência conjugal e 105 por aproximação à residência.

 Dezasseis iraquianos foram mortos hoje, entre os quais um oficial dos serviços secretos do ministério da Defesa e numerosos civis, em ataques levados a cabo em vários pontos do Iraque, havendo também notícia de uma série de raptos. Segundo fonte oficial, desconhecidos abateram a tiro em Bassorá, no sul do Iraque, o tenente-coronel Ibrahim Khalil, dos serviços secretos. Na capital, mais precisamente no bairro de Yarmuk, um tenente da polícia foi morto a tiro.

 A justiça chilena libertou hoje sob caução a mulher do ex-ditador Augusto Pinochet, Lucia Hiriart, mas mantém detido o filho mais novo do casal, Marco António, por cumplicidade num presumível delito de fraude fiscal. Os dois foram incriminados na véspera como cúmplices de fraude pelo juiz Sergio Muñoz, que investiga a origem da fortuna de Pinochet.

 O ciclista português Cândido Barbosa (LA-Liberty) subiu hoje ao segundo lugar da Volta a Portugal depois de vencer a sexta etapa, que ligou Trancoso a Fafe, na distância de 173,1 quilómetros. Na segunda chegada ao “sprint” desta edição, Cândido Barbosa voltou a mostrar por que é considerado um dos melhores especialistas portugueses nas chegadas em pelotão, somando o triunfo de hoje ao alcançado logo na segunda etapa, na Figueira da Foz. A camisola amarela, símbolo da liderança na classificação geral, continua a ser envergada pelo russo Vladimir Efimkin (Barloworld).

 Espectáculos musicais para todos os gostos prometem animar a região algarvia durante o mês de Agosto, entre festivais, concertos de música clássica, flamengo e “reggae”, previstos para diversos pontos do Algarve. A primeira edição do “Sunrise Festival”, que decorre entre sexta-feira e sábado em Albufeira, deverá atrair cerca de 50.000 pessoas que, a troco de 30 (um dia) ou 45 euros (dois dias) poderão ver, entre outros, os britânicos Jamiroquai. No domingo à noite, os apreciadores de música clássica poderão assistir gratuitamente no Complexo Termal das Caldas de Monchique a um concerto do Trio Oriente, que interpretará, entre outras, peças de Bach, Haydn e Mozart.

quarta-feira, agosto 10, 2005

 

Assim vai o País e o Mundo...

 Manuel Maria Carrilho criticou hoje o “prolongado silêncio” de Carmona Rodrigues sobre “o impasse” do túnel do Marquês, desafiando o vice-presidente da autarquia e cabeça de lista do PSD à câmara a prestar esclarecimentos sobre a obra. O cabeça de lista do PS à Câmara Municipal de Lisboa afirmou a que obra “está parada devido à situação de, no nó com a avenida Fontes Pereira de Melo, o túnel passar a 50 centímetros da galeria do metropolitano”. “A obra está parada, está num impasse que não é assumido. Os técnicos dizem que só há duas maneiras de a obra avançar, ou se condiciona o trânsito no metro ou no túnel”, afirmou Carrilho, considerando que qualquer uma das opções prejudicará a cidade.

 O presidente da Câmara de Lisboa, Pedro Santana Lopes, negou hoje que a construção do Túnel do Marquês esteja num “impasse” e garantiu que a obra está a cumprir os prazos previstos. Santana Lopes reagia assim às declarações do candidato do PS à presidência da Câmara Municipal de Lisboa (CML), Manuel Maria Carrilho, que afirmou hoje que a obra “está parada devido à situação de, no nó com a Avenida Fontes Pereira de Melo, o túnel passar a 50 centímetros da galeria do metropolitano”. “A obra está parada, está num impasse que não é assumido. Os técnicos dizem que só há duas maneiras de a obra avançar, ou se condiciona o trânsito no metro ou no túnel”, sustentou Carrilho, durante uma visita ao local.

 O vice-presidente da Câmara de Leiria considerou hoje que os danos causados pelos incêndios no concelho não justificam um pedido de calamidade pública para o município. “O estatuto de calamidade pública é útil para os casos de danos humanos e em bens”, justificou Vítor Lourenço, salientando que a
maior parte dos prejuízos, orçados em 42 milhões de euros, está relacionada com a destruição de áreas florestais. No concelho, estão contabilizadas 14 casas danificadas pelas chamas que atingiram também vários anexos, veículos e unidades agro-pecuárias.

 A Polícia Judiciária anunciou hoje que apreendeu cerca de 200 mil doses de cocaína a bordo de um cargueiro no porto de Lisboa e deteve alguns elementos da tripulação do navio. Esta operação, realizada pela Directoria de Lisboa da PJ em colaboração com a Polícia Marítima e a Capitania do Porto de Lisboa, foi desencadeada no momento em que a embarcação, que fazia com frequência a rota entre a América Latina e a Europa, atracou no porto de Lisboa, proveniente da Colômbia.

 Os preços em Portugal devem ter quase estagnado em Julho face a Junho, com a inflação média a descer para os 2,1 por cento, segundo as previsões dos analistas contactados hoje pela agência Lusa. O BPI admite que o índice de preços no consumidor estagnou no sétimo mês do ano, enquanto o BES prevê uma subida mensal de 0,1 por cento e o BCP e o Santander Negócios Portugal antecipam um crescimento de 0,2 por cento (ver tabela). Em Junho os preços mantiveram-se inalterados face a Maio. A puxar os preços para cima deve ter estado o aumento do IVA, dos combustíveis e da classe da alimentação, devido aos efeitos da seca.

 O Governo basco proibiu hoje a manifestação convocada pelo Batasuna para domingo em San Sebastian, considerando que por estar ilegalizado o partido não pode convocar este tipo de acções. Numa nota, o Departamento do Interior baseia-se na decisão da Assembleia Nacional que determina que o Batasuna “tem suspensa a capacidade de convocar este tipo de acções”.

 O juiz chileno Sérgio Muñoz ordenou hoje a detenção da mulher do ex-ditador Augusto Pinochet, Lucia Hiriart, por presumível cumplicidade no delito de fraude fiscal, informaram fontes judiciais. A ordem do juiz foi dada no quadro das investigações sobre as contas secretas de Pinochet nos Estados Unidos, calculadas em 17 milhões de dólares.

 O seleccionador italiano de hóquei em patins, o português Cristiano Pereira, vaticinou hoje a “morte lenta” da modalidade, caso o investimento continue a ser pouco avultado. Já apurado para os quartos de final do 37º Campeonato do Mundo, que se realiza em São José, Califórnia, Cristiano Pereira revelou a sua preocupação e exigiu uma mudança de mentalidade. “Este Mundial é o exemplo de que algo tem de mudar. A solução é um maior investimento. Podemos ir retocando pequenas coisas, mas o essencial mantém-se, e assistimos depois a estes resultados tão desnivelados”.

 Os U2 só actuam domingo em Lisboa, mas desde Março, altura em que esgotaram os bilhetes, integram a lista dos concertos que maior afluência tiveram em Portugal, com 52 mil espectadores. Apesar de se esperar um mar de gente no Estádio Alvalade XXI e dos mais de 50 mil bilhetes terem esgotado há meses, o quarto concerto dos U2 em Portugal não bate recordes em Portugal em espaços ao ar livre.

terça-feira, agosto 09, 2005

 

Mais comezaina, agora com a malta d'O Comércio do Porto

Pessoal, confiram aí os vossos emails que a Prensa Ibérica ainda não desligou e vejam o mail que o Rui Teixeira mandou. A coisa diz respeito a um convívio almoço/jantar com os camaradas d'O Comércio do Porto
A ideia é do António Barroso e pode ser lida em O Comércio do Porto

 

Peseiro quer vitória sem sofrer golos

O treinador José Peseiro atribuiu hoje a qualificação do Sporting para a fase final da Liga dos Campeões em futebol a uma vitória sem sofrer golos sobre na recepção à Udinese, amanha (21h15), na primeira mão da terceira pré-eliminatória.
O dilema do técnico do clube lisboeta nasce das próprias declarações de Peseiro, ao considerar que o estilo adoptado pelo Sporting não lhe permite deixar os adversários em “branco”, em conferência de imprensa realizada na academia “leonina”, em Alcochete.
“Ganhar sem sofrer golos é um passo importante para passar a eliminatória. Mas nunca seremos uma equipa capaz de terminar os jogos sem sofrer golos. Não temos essas características”, sustentou Peseiro.
O treinador lembra como superou o contra-senso leonino na época passada, quando, apesar de ter sofrido golos em casa e conseguiu atingir a final da Taça UEFA - perdida em Alvalade para o Spartak de Moscovo (3-1) -, mas pediu maior equilíbrio.
“O nosso jogo é muito exposto, com grande envolvimento ofensivo. Precisamos ser mais equilibrados nos processos defensivos e atacantes. Neste momento a época precisamos ser audazes, mas também realistas”, defendeu Peseiro, pedindo “muita paciência” aos adeptos.
Peseiro alertou para o perigo que representa o contra-ataque da Udinese, equipa mais vocacionada para jogar fora de casa, mas destacou os índices de confiança do Sporting, fruto da recente campanha na Taça UEFA, apesar do final decepcionante.
“Já realizámos grandes exibições na Europa no ano passado e por isso estamos todos mais confiantes”, destacou o técnico, apesar de reconhecer as enormes diferenças entre a Liga dos Campeões e a segunda prova continental de clubes.
O técnico, que pediu o apoio incondicional dos adeptos “verde e brancos”, desvalorizou a ausência na Udinese do influente avançado David Di Michele (lesionado) e lembrou que a quarta classificada da Série A na temporada passada dispõe de 13 internacionais nos seus quadros.


 

Impasse no negócio Kalou

A Soccer Investments and Representations (SIR), sociedade inglesa que continua a tentar comprar o passe do jovem futebolista marfinense Salomon Kalou, para o colocar posteriormente no Benfica, admitiu hoje dificuldades nas negociações com os holandeses do Feyenoord.
Num comunicado enviado à Agência Lusa, a SIR, que já pensa em alternativas, confirma que “não foi ainda possível chegar a um acordo com o Feyenoord, porque a Direcção do clube está a defender com firmeza os interesses da equipa”.
Ao contrário do que continua a afirmar o Feyenoord - que até já terá recorrido às autoridades judiciais para contestar a validade das assinaturas de dirigentes do clube num acordo com a sociedade, publicado pela imprensa holandesa - a SIR insiste que continua em negociações com o “emblema” de Roterdão.
“É verdade que a SIR mantém conversações com o Feyenoord para adquirir os direitos de transferência de Salomon Kalou e parte do passe de Dirk Kuyt. No entanto, é do nosso interesse manter Kuyt no Feyenoord se chegarmos a um acordo”, frisa o mesmo comunicado.Salientando que um futuro negócio com o clube holandês só se tornará válido com as assinaturas dos jogadores em causa e dos respectivos empresários, a SIR admite, porém, que o acordo com o Feyenoord “está muito longe” de se concretizar.
Mas, caso consiga alcançar um entendimento com os responsáveis holandeses, a SIR reitera que é seu desejo colocar Kalou no Benfica, pois a sociedade e os campeões portugueses já têm “tudo acertado” nesse sentido.
A finalizar o comunicado, e perspectivando um insucesso nas negociações com o Feyenoord, a SIR confirma que “já está a conversar com outros clubes e jogadores para conseguir uma alternativa válida”.
A SIR está disposta a pagar cerca de 9 milhões de euros pelo passe de Kalou, para posteriormente valorizar o jogador africano no clube da Luz, que só teria de suportar os salários.

 

Assim vai o País e o Mundo...


 

SUDOESTE 2005... e eu a falar em poucas árvores...

LIXO DO FESTIVAL SUDOESTE DÁ ORIGEM À PLANTAÇÃO DE 500 PINHEIROS
Zambujeira do Mar, Odemira, 08 Ago (Lusa) - Cerca de meio milhar de pinheiros foram plantados por espectadores da nona edição do Festival Sudoeste, que terminou na madrugada de hoje na Zambujeira do Mar, após terem trocado lixo recolhido no recinto do evento pelas pequenas árvores.A iniciativa, promovida pela TMN, patrocinadora oficial do festival, consistia na recolha, por parte dos interessados, de um conjunto de 20 copos de plástico.Em troca os "ecológicos" espectadores recebiam uma ficha (denominada Eco TMN) que dava a oportunidade de aceder a um "pinheirinho", com cerca de 25 centímetros."Foram plantados cerca de 500 pinheiros", disse à agência Lusa um dos responsáveis pelos pontos de troca de fichas pelas pequenas árvores.Acrescentou que o muito calor que se fez sentir durante os três primeiros dias do festival, aliado à grande afluência de automóveis nos parques de estacionamento - em terra batida - em redor da área de plantação "prejudicaram" o número de pinheiros plantados.Após adquirirem a árvore, os interessados baptizavam-na e recebiam um certificado com o seu nome, atestando a plantação."Houve situações giras, casais de namorados que plantaram só uma árvore e dizem que voltam cá para verem como cresceu", afirmou.A plantação decorreu numa área previamente determinada, a sul da Herdade da Casa Branca, recinto onde se realiza o Festival Sudoeste.A ideia da operadora de telecomunicações, que patrocina o Sudoeste pelo menos até 2007, é que os espectadores do festival possam efectivamente regressar à Herdade da Casa Branca e observar o desenvolvimento da árvore."É o ano zero desta iniciativa, foi pensada sem existir termo de comparação. À partida vai ter continuidade nos próximos anos" afirmou, por seu turno, Teresa Vilar, do departamento de Comunicação Institucional da TMN.Em cada dia, antes do início dos concertos, diversos grupos de jovens recolheram copos pelo recinto, transportando-os de seguida em sacos, posteriormente despejados em contentores gigantes."Contabilizámos cerca de 200 metros cúbicos de lixo recolhido pelos espectadores", adiantou Teresa Vilar.Por outro lado, e pela primeira vez em nove edições do Sudoeste, foram instalados Ecopontos na Herdade da Casa Branca, para a separação dos lixos.Álvaro Covões, da ?Música no Coração, promotora do evento, sublinhou a instalação dos Ecopontos, considerando que "acabou por resultar numa espécie de formação social". "É fundamental alertar para a necessidade de separar o lixo", disse."As pessoas vêm a um festival, divertem-se, mas um dia que tenham um copo ou uma garrafa de plástico na mão vão seguramente preocupar-se em colocá-lo no recipiente certo", concluiu.
JLS/Lusa

segunda-feira, agosto 08, 2005

 

Assim vai o País e o Mundo

· O empresário Manuel António Torneiro, de 72 anos, que tinha anunciado que iria encabeçar uma lista de independentes à Câmara Municipal de Elvas nas autárquicas de Outubro, vai afinal concorrer pelo Partido Humanista. O candidato, único vereador da oposição no actual executivo da autarquia de Elvas, eleito em 2001 como independente pela coligação PSD/CDS-PP, garantiu hoje à agência Lusa que, com o apoio do Partido Humanista, espera ter “maior visibilidade”.


· Cinco incêndios por circunscrever, mais três do que às 14:30, lavravam hoje às 16:45 nos distritos de Bragança, Guarda, Portalegre e Vila Real, anuncia o último balanço divulgado pelo Serviço Nacional de Bombeiros e Protecção Civil (SNBPC). Encontram-se a combater, a controlar e a vigiar as áreas atingidas pelas chamas 1.002 bombeiros apoiados por 280 veículos e 24 aeronaves. Cinco pelotões de militares, num total de 125 elementos estão também mobilizados em acções de consolidação do rescaldo e vigilância, acrescenta o comunicado do SNBPC.

· A Junta Metropolitana do Algarve pediu hoje ao Governo investimentos urgentes para a barragem de Santa Clara e o tratamento de água do mar com o objectivo de combater seca na região. “Importa que o Governo decida connosco rapidamente a criação de uma comissão técnica para se equacionarem soluções” tais como “investimentos na Barragem de Santa Clara (Mira)” ou no “tratamento da água do mar”, diz uma nota de imprensa da Junta Metropolitana do Algarve enviada à Lusa.

· Os Estados Unidos poderão reforçar a sua presença militar no Iraque até ao final do ano para garantir a segurança do referendo e das eleições gerais previstas, respectivamente, para Outubro e Dezembro, anunciou hoje um porta-voz do Pentágono. Apesar de ainda não ter sido tomada qualquer decisão sobre o prolongamento das missões das unidades no terreno ou o envio de reforços, é provável que tal aconteça, indicou Lawrence DiRita. “Modificámos a rotação das unidades durante as eleições de Janeiro e penso que é perfeitamente plausível que façamos a mesma coisa para estas eleições”, acrescentou. Caso sejam necessárias tropas suplementares, estas deverão ser fornecidas pela 82/a divisão aerotransportada, que já enviou um batalhão para garantir a segurança das eleições de Setembro no Afeganistão.

· Munir el-Motassadeq forneceu um “apoio activo” aos atacantes suicidas do 11 de Setembro de 2001 nos Estados Unidos, afirmou hoje o Ministério Público alemão no Tribunal de Recurso de Hamburgo que está a julgar o marroquino. Motassadeq “não se limitou a assegurar uma entreajuda entre irmãos”, considerou o procurador-geral federal, Walter Hemberger, nas suas alegações, sublinhando que o apoio prestado pelo marroquino permitiu a “dissimulação” dos actos terroristas.
· Israel vai evacuar quinta-feira o primeiro dos 21 colonatos judeus da Faixa de Gaza, numa operação coordenada entre os colonos e as autoridades, foi hoje anunciado. No colonato em questão, Peat Sade, situado a sul do bloco de Gush Katif, residem 22 famílias. Residentes do colonato confirmaram hoje que quarta-feira vão realizar um acto de despedida comunitário e quinta-feira começa a transferência de pessoas para o seu novo local de residência, Mavkiín, a 15 quilómetros a norte da Faixa de Gaza.

· A Volta a Portugal em bicicleta sem uma chegada à Torre é, para o director desportivo da Milaneza-Maia, Manuel Zeferino, uma corrida “desnatada”, que perde grande parte da sua essência. Um dia depois de ter colocado um corredor da sua equipa, o espanhol Francisco Perez, na disputa da vitória, precisamente na primeira de duas etapas com passagem sem paragem na Serra da Estrela, Zeferino reforçou as suas críticas ao traçado. “A Volta a Portugal, sem uma chegada à Torre, foi desnatada”, resumiu o técnico, lembrando que, no tempo de Joaquim Gomes, vencedor das edições de 1989 e 1993 e actual responsável pelo traçado da corrida, era quase inconcebível que isso sucedesse.

· A Autoridade da Concorrência tem até 20 de Outubro para formalizar a aprovação da compra da Lusomundo Media pela Controlinveste, mas a divulgação espera apenas pela reunião do conselho de concorrência, disse hoje à Lusa fonte da organização. “Tecnicamente a Autoridade da Concorrência (AdC) ainda está dentro do prazo dos 90 dias” atribuído a partir do momento em que o processo entrou em fase de investigação aprofundada, “o que significa que a decisão pode ser divulgada apenas em Outubro”, explicou a mesma fonte.

 

FESTIVAL do SUDOESTE 2005


Estive no Sudoeste ao serviço de um jornal "pequenino" e que não se importa nada que eu conte como foi o maior festival deste ano.
Cerca de 50.000 esgotaram tudo e todos na Zambujeira do Mar.
As fotos vão estar estar no site www.hardheavy.com
abraços e quando souberem alguma coisa da cooperativa avisem, eu continuo interessado
(Cameraman)

Invasão de 50.000…
A herdade da Casa Branca na Zambujeira do Mar, foi literalmente invadida no passado fim de semana por uma multidão de jovens amantes da vida ao ar livre, música e outras actividades, porque havia muito por onde escolher.
Nos quatro dias de festival passaram pelos três palcos instalados no recinto mais de 70 bandas, de todos os estilos possíveis e imaginários, com destaque para o rock, reggae e música electrónica.
Quinta feira - No primeiro dia o tapete de erva que cobria o recinto ainda estava verde e as bandas chamaram ao palco principal muita gente… sem no entanto haver enchente.
Assim formações ainda sem nome como os Júnior, os brasileiros Orquestra Imperial e os funky rockers Patrice e Sean Paul foram os reis do espaço principal. Na tenda Planeta Sudoeste brilhou o colectivo Gato Fedorento que por si só, e sem serem uma banda encheram o espaço.
Sexta-feira - No segundo dia de festival o público virou-se para as bandas do palco principal como os brasileiros Skank, os nossos Da Weasel que tiveram o mérito de proporcionar a primeira grande enchente com direito a um set demolidor que incluiu mesmo um show de strip, os ingleses Oásis com uma prestação exemplar e que não deu lugar a nenhum incidente (num Sudoeste anterior foram expulsos de palco à garrafada). A noite terminou com os ingleses Kasabian a dar um belo concerto de rock. Nos palcos alternativos brilharam Souls Of Fire e Black Uhru com um reggae desenfreado e com muitos seguidores e na tenda Planeta Sudoeste um naipe de DJ que incluía James Murphy, Markus Lambkin e Tim Sweney.
Sábado - O festival continuou com as bandas The Thrills, o projecto Humanos com nova enchente do recinto principal e que além de tocarem música do saudoso António Variações ainda se estrearam com um belíssimo tema dos anos 70 protagonizado pelos Sparks.
O norte americano Bem Harper também esteve muito bem e deu show com a sua guitarra eléctrica deitada nos joelhos. O palco principal teve ainda Underworld e Fat Boy Slim mas já com menos público.
Nos palcos secundários continuaram as bandas de reggae como os portugueses Kussondulola, os Seed e os Sentinel Sound. Na tenda a exuberante Peaches, Sarah Bettens, Josh Rouse e Hipnótica tocaram de sua justiça sempre com casa cheia.
Domingo - A esperada enchente para ver os norte americanos Korn, não aconteceu, ficando no entanto o espaço muito bem composto. No palco principal brilharam ainda os Doves, Dinosaur Jr. e Basement Jaxx. Na tenda os Wray Gunn deram espectáculo como já vem sendo hábito e até os The International Noise Conspiracy excederam as expectativas e brilharam para uma tenda completamente cheia.
No palco do reggae os veteranos Gladiators, os portugueses One Love Family e ainda Morgan Heritage debitaram concertos para alguns milhares de amantes da música de Jah.

PERSONAGENS
Estivemos com alguns elementos do público deste Sudoeste 2005 e tirámos algumas notas sobre a sua vinda à Zambujeira este ano.
RICARDO - Veio de Faro como jornalista da RUA - Rádio Universitária do Algarve, tem 24 anos e é um amante da música reggae, aliás o que o trouxe a este Sudoeste..

PEDRO e SILVIA - Vieram do Porto, em trabalho, mas como estão dentro do recinto aproveitam para ir vendo os concertos enquanto vendem t-shirts, na mais bonitas de todas as lojas diga-se de passagem.
Tem 25 e 23 anos respectivamente e ele diz que gosta de Pearl Jam, apesar de usar o cabelo à punk e ela de música electrónica.

MARTINA - Veio de Itália passar férias a Portugal e quando soube que o Josh Rouse tocava no Sudoeste veio com o companheiro assistir à sua prestação. Fizeram questão de saber onde é que o DA se vendia para comprar esta edição. Espero que ainda se venda na Casa do Alentejo.

BOMBEIROS de ODEMIRA - O que seria de um festival desta envergadura sem o fiel corpo de bombeiros? Este soldado da paz posou para o DA adiantando que não aconteceu nada de especial dentro do festival… algumas pessoas que beberam de mais e nada de maior. Fora do festival é que houve alguns acidentes na estrada, adiantaram.

PELA NEGATIVA - Os pontos negros do festival continuam a ser as insuficientes casa de banho que obrigam a filas consideráveis dentro do recinto, o cheiro nauseabundo também custa a aguentar e há tendas montadas mesmo ao pé dos urinóis (???), o pó e o facto de grande parte das tendas estar ao sol também nos parece negativo…. Com nove anos de festival já podiam ter plantado mais uns quantos eucaliptos. Três palcos em simultâneo também é um bocado difícil de fazer cobertura… e por último os muitos roubos nas tendas enquanto os ocupantes estão no recinto.

PELA POSITIVA - A área relvada aguentou-se os quatro dias, mas perto do palco já havia pó. A segurança pareceu-me eficaz, a barreira no palco principal funciona, o patrocinador TMN construiu a melhor zona VIP de sempre, parabéns!

Agradecimentos à Música no Coração pelas facilidades concedidas.
CM (texto e fotos) para o DIÁRIO do ALENTEJO

 

Correio

....E eu que pensava que já tinha assistido ao dia mais triste de “A Capital”, quando tive de abandonar o jornal, em finais de 1997. Estive mais de nove anos na delegação do Porto, que fechou definitivamente em 1999, um ano depois de eu ter saído. Na altura da minha saída, já se falava muito no fecho da delegação... Foi uma saída triste, porque gostava muito do jornal e já era um dos mais antigos! Saí para o 24horas, mas continuei a torcer por fora.
Agora, recebi a notícia do fecho do jornal com muita tristeza e só alguns dias depois ganhei coragem e contactei o Rui Teixeira, na altura a começar no desporto e hoje um repórter conceituado e editor de desporto. Uma palavra também para a Fernanda Mira e o Paulo Reis, companheiros do meu tempo e que também tanto considero. (Acredito que já não haverá por aí mais gente, mas se for o caso as minhas desculpas).
Mataram “A Capital”, mas o jornal não morrerá nunca! Abraços para todos e faço votos para um regresso rápido às bancas

João Faria
24horas

domingo, agosto 07, 2005

 

Prisa compra título "O País"

A 26 de Julho o Correio da Manhã escreveu:


A aliança entre a Media Capital e o grupo espanhol Prisa pode levar ao lançamento de novos títulos na Comunicação Social. A compra de um jornal ou a recuperação de um título fora de circulação, mais concretamente ‘O País’, pode ser o próximo passo, segundo algumas fontes relacionadas com os dois grupos ibéricos.

À Media Capital, detentora da TVI, de várias rádios, internet e publicações especializadas – casos da ‘Lux’, ‘Maxmen’, ‘Casas de Portugal’, entre muitos outras –, falta entrar na Imprensa generalista.

Tentou-o, recentemente, mas sem sucesso, a exemplo da Prisa. Referimo-nos aos títulos da Lusomundo Meios, que serão adquiridos pela Controlinveste. Juntas, agora, parece que a aposta num jornal é clara.

Fala-se, inclusive – agora com mais insistência –, que o administrador delegado do grupo espanhol, Juan Luís Cébrian, pode, mesmo, liderar o processo de compra do título ‘O País’ para lançar uma publicação com o mesmo nome do seu jornal, ou seja, ‘El Pais’.

No entanto, até há duas semanas, o título português ainda se mantinha na posse do homem-forte da Coca-Cola, Sérgio Geraldes Barba, garante José Vacondeus, que foi director e proprietário do antigo semanário. Aliás, ele próprio nos confirmou ter na sua posse “uma carta” de Cébrian “a negar a compra” do título.

De resto, há cerca de um mês, um porta-voz de Geraldes Barba assegurara ao CM não ter sido vendido ‘O País’. O certo é que, em alguns círculos, se fala cada vez mais nessa probabilidade. O nosso jornal tentou falar com Prisa, mas tal não foi possível.


A esta notícia, Manuel Pinto, do Jornalismo e Comunicação veio acrescentar, a 1 de Agosto, que:

Soube de fonte credível que aquele grupo adquiriu recentemente, por algumas dezenas de milhares de euros, o título País, que já existiu entre nós, mas que há anos deixou de estar nas bancas.

 

Assim vai o país e o mundo

Dois candidatos do PS da freguesia da Marinha das Ondas, na Figueira da Foz, disseram hoje que foram agredidos por um autarca do PSD, mas este negou e retribuiu as acusações aos adversários.
Rodrigues Nada, cabeça-de-lista do PS à Assembleia da Marinha das Ondas, e Manuel Raimundo, que integra a lista e foi presidente da Junta de Freguesia durante 12 anos pelo mesmo partido, contaram à agência Lusa que foram agredidos a murro pelo actual presidente do executivo, António Pedro Almeida, do PSD.Por seu turno, Pedro Almeida, que se recandidata ao cargo, disse que foi primeiro agredido com pratos de louça na cabeça pela mulher de um dos opositores, durante uma altercação verificada sábado à noite no recinto da ExpoOndas, a mostra local de actividades económicas. Num período de 24 horas, este foi o segundo caso de alegadas agressões entre candidatos autárquicos no concelho da Figueira da Foz.

Já a CDU/Porto criticou este domingo a proposta de Rui Rio de resolver o impasse relativo às obras do Túnel de Ceuta através de uma fórmula referendária a ser inscrita nos programas das diferentes candidaturas à Câmara Municipal do Porto. Classificando-a de «ideia peregrina», a CDU considera que o acto eleitoral de 9 de Outubro «não pode ser transformado num plebiscito, como se o túnel de Ceuta constituísse o problema essencial e único da cidade do Porto».

Quanto ao ponto de situação dos incêndios que lavram pelo país, eram dez os incêndios que estavam às 16:04 de hoje por circunscrever nos distritos de Aveiro, Castelo Branco, Coimbra, Leiria, Porto e Vila Real, segundo o Serviço Nacional de Bombeiros e Protecção Civil (SNBPC). Àquela hora, encontravam-se em acções de combate, rescaldo e vigilância 1.417 bombeiros, apoiados por 368 veículos e 23 meios aéreos, refere o SNBPC. Em relação ao último balanço divulgado pelo SNBPC, o número de incêndios subiu nas últimas horas de quatro para nove.
As situações mais graves são os fogos que atingem o concelho de Vila Pouca de Aguiar e Peso da Régua, no distrito de Vila Real, estando a ser combatidos por 103 bombeiros, 24 viaturas e nove meios aéreos.

Um jovem de 23 anos foi hoje encontrado morto no bairro 6 de Maio, na Amadora, pela PSP, que foi chamada ao local devido a uma desordem, disse à agência Lusa fonte daquela polícia.
De acordo com a PSP, cerca das 6:00 a polícia foi chamada ao bairro 6 de Maio, nos arredores de Lisboa, devido a uma desordem entre várias pessoas, mas já só encontrou um jovem morto com um tiro no peito. A Polícia Judiciária está a investigar o caso, adiantou a fonte da PSP.
Pelo mundo, destaca-se na Mauritánia a nomeação do novo chefe de Governo de Transição. O presidente da Junta Militar da Mauritânia, coronel Ely Ould Mohamed Vall, nomeou, hoje, como chefe do Governo de Transição, Sidi Mohamed Ould Boubakar, informaram fontes oficiais. Horas antes, a Junta recebera o pedido de demissão do primeiro- ministro Sghar Ould M'Bareck, nomeado pelo antigo presidente Maouya Ould Taya, deposto quarta-feira pela Junta Militar, quando se encontrava na Arábia Saudita para assistir às exéquias do rei Fahd.
Recebido o pedido de demissão, Vall convocou imediatamente Boubakar, do Partido Republicano Democrático e Social (PRDS, antigo partido no poder), que aceitou o convite para formar e chefiar um Governo de Transição.
Boubakar foi primeiro-ministro de Taya entre 1992 e 1996, sendo depois nomeado embaixador da Mauritânia em França. O Governo de Transição deverá governar durante dois anos, segundo a Junta Militar, que hoje libertou duas dezenas de fundamentalistas islâmicos, incluindo o seu líder, Mohamed Elhacen Ould Dedaw.

A Arábia Saudita tinha advertido oficialmente as autoridades britânicas de que se estava a preparar um atentado em Londres semanas antes dos ataques terroristas de 07 de Julho, noticia hoje o jornal The Observer. Fontes dos serviços de segurança sauditas, citadas pelo jornal britânico, referem que estão a investigar se um dos dirigentes da Al- Qaida, Ilamado Karim al Mayati, morto em Riade no passado dia 15 de Abril, fez chamadas telefónicas para o cérebro dos atentados de Londres. Um alto funcionário dos serviços de segurança sauditas disse ao Observer que foram interceptadas chamadas para o Reino Unido efectuadas de um telefone registado em nome de Al Mayati e que indicavam a existência na Grã-bretanha de uma célula terrorista activa que planeava um atentado.

Na China, cento e três mineiros ficaram hoje bloqueados numa mina de carvão inundada no sul do país e equipas de salvamento estão a tentar trazê-los para a superfície, noticiou a agência oficial, Nova China. Os mineiros ficaram bloqueados esta tarde numa das galerias da mina de carvão Daxing, perto da cidade de Xingning, na província de Guangdong, acrescentou a agência citando fontes locais.

Na actualidade desportiva, destaque para a Volta a Portugal em Bicicleta. Valdimir Efimkin (Barloworld) é o novo camisola amarela da Volta a Portugal, depois de ter vencido isolado a terceira etapa, que ligou a Lousã ao Fundão, na distância de 156,2 quilómetros. O russo, que levou até final uma longa fuga, passando sozinho na Torre, concluiu a tirada com 1.51 segundos de vantagem sobre o espanhol Francisco Perez (Milaneza-Maia) e 2.08 sobre Cândido Barbosa (LA- Liberty). Perez e Barbosa ascenderam ao segundo e ao terceiro lugares da classificação geral, respectivamente.

Kléberson deixou o Manchester United para ingressar no Besiktas. O médio chegou a Istambul este domingo e já fez exames médicos. As primeiras informações dão conta de um contrato de três épocas com mais um ano de opção.
O brasileiro chegou ao Manchester United em 2003, mas nunca conseguiu impor-se. As lesões perseguiram-no e acabou por fazer apenas 30 partidas em dois anos e meio. Neste defeso ficou claro que o médio iria sair do clube inglês. Surgiram, então, notícias a falar na possibilidade de reforçar o Benfica ou o Celta de Vigo.

Os discos de ouro e platina conquistados por Amália Rodrigues vão ser mostrados ao público, pela primeira vez, numa exposição a inaugurar segunda-feira na Sociedade Portuguesa de Autores (SPA), em Lisboa. A exposição «Amália Sempre», inserida nas comemorações do 80º aniversário da SPA, «procura mostrar uma das facetas menos conhecidas da fadista, a de poetisa», disse à agência Lusa José Jorge Letria, da SPA. «De todos os poetas que cantou, como Mourão-Ferreira ou Homem de Mello, o poeta mais cantado por Amália é ela própria», disse Letria.
Morreu Ibrahim Ferrer. O cantor, uma das figuras mais marcantes do mítico grupo "Buena Vista Social Club", é considerada uma importante perda para a música tradicional cubana.
Ibrahim Ferrer, nascido em 1927 em Santiago de Cuba, faleceu a meio da tarde de sábado, num hospital de Havana, onde foi internado devido a uma doença gastrointestinal. O artista tinha regressado esta semana da Europa, onde promoveu o seu último trabalho, «Mi sueno. A bolero songbook», uma colecção de boleros antigos com os quais Ferrer se distanciou do tradicional som cubano. Com este novo álbum, o cantor confessou em Barcelona, há poucos dias, que «tornou-se realidade um velho sonho». O enterro de Ibrahim Ferrer será realizado na segunda-feira, porque, como explicaram os familiares, é esperado um dos filhos do cantor que está na Argentina.

sábado, agosto 06, 2005

 

Carmona responde a Carrilho

O candidato social-democrata à Câmara de Lisboa, Carmona Rodrigues, afirmou este sábado que o seu principal adversário, Manuel Maria Carrilho (PS), revela «um grande desconhecimento» quando o acusa de gastar mais dinheiro em propaganda do que nas escolas.
Sexta-feira, durante uma acção de pré-campanha em Lisboa, Carrilho acusou o candidato do PSD de gastar «cinco a seis milhões de euros em propaganda da Câmara este ano, mais dinheiro do que no orçamento destinado para as escolas», segundo uma avaliação feita pela sua candidatura. Hoje, durante uma visita ao Bairro da Encarnação, Carmona Rodrigues explicou que conhece bem os valores que são investidos e considerou «normal» este tipo de ataques do seu opositor.
«Estamos em pré-campanha e especialmente quando há nervosismo em alguma das hostes é natural que se comece assim a dizer coisas dessa natureza», disse Carmona Rodrigues.
O candidato apoiado pelo PSD afirma estar «à vontade» com reacções deste tipo.
«Suponho que há muita gente a falar do que não conhece por isso não estou nada preocupado com isso. Estou preocupado em seguir o meu caminho, em fazer a minha equipa, fazer passar a mensagem do que são as minhas propostas para a cidade», respondeu.
Carmona Rodrigues acusou também Manuel Maria Carrilho de não conhecer os problemas da cidade. «Tenho a certeza de que há um grande desconhecimento, dele e dos outros candidatos», argumentou.
Quanto à lista completa de candidatos à Câmara de Lisboa, Carmona Rodrigues revelou que deve estar finalizada este fim-de-semana sem mostrar qualquer preocupação em antecipar nomes.
«Tenho vindo a fazer isso [a lista] em consonância com o presidente do partido, com presidente da distrital de Lisboa e ao que percebi parece que está finalizado este fim-de-semana», disse Carmona Rodrigues.
«Desde o início que apresentei dois nomes e o resto dos nomes sempre disse que ia apresentar de uma só vez no final», acrescentou.
A comissão política distrital de Lisboa do PSD reúne-se ao fim da tarde, deste sábado, para votar as listas de candidatos às câmaras e assembleias municipais dos concelhos do distrito de Lisboa.

 

Assim vai o País e o Mundo...

● O candidato do PS à Câmara de Lisboa, Manuel Maria Carrilho, vai pedir explicações a Carmona Rodrigues sobre uma eventual oferta de cargos municipais a membros do Partido da Nova Democracia (PND) em troca de apoio partidário nas autárquicas. Segundo a edição de hoje do Expresso, o PSD rejeitou a inclusão de membros do PND na lista para Lisboa de Carmona Rodrigues e sugeriu-lhe que oferecesse aos membros do partido de Manuel Monteiro que o apoiassem publicamente cargos em empresas municipais.

● O candidato do Bloco de Esquerda à Assembleia Municipal da Figueira da Foz, João Carlos Paulo, disse hoje que foi agredido à entrada de uma colectividade local e recebeu tratamento hospitalar. Em declarações à Agência Lusa, João Carlos Paulo contou que foi “agredido violentamente” na sexta-feira à noite, cerca das 22:30, quando pretendia aceder ao bar da Sociedade Filarmónica 10 de Agosto e dirigentes da associação lhe comunicaram que o estabelecimento estava encerrado para limpeza, recusando-lhe a entrada.

● Dezasseis incêndios estavam às 17:57 de hoje por circunscrever nos distritos de Braga, Castelo Branco, Coimbra, Leiria, Porto, Viana do Castelo, Vila Real e Viseu, segundo o Serviço Nacional de Bombeiros e Protecção Civil (SNBPC). De acordo com o SNBPC, encontravam-se àquela hora em acções de combate, rescaldo e vigilância 3.086 bombeiros, apoiados por 826 veículos e 31 meios aéreos. Em relação ao último balanço divulgado pelo SNBPC, o número de incêndios subiu nas últimas horas de oito para dezasseis. As situações mais graves registam-se no distrito de Viseu, com quatro incêndios activos, estando mobilizados 88 bombeiros e 21 veículos.

● As micro algas tóxicas, que sexta-feira apareceram em algumas praias da Costa de Caparica, poderão surgir novamente hoje à tarde, alertou a Polícia Marítima, adiantando que nesse caso voltará a interditar os banhos. “Por acção das marés, tudo indica que durante a tarde de hoje a mancha na água volte às praias da Costa de Caparica”, disse à agência Lusa o porta-voz da Polícia Marítima (PM), comandante Coelho Cândido, adiantando que “quando as micro algas tóxicas estiverem junto à zona de banhos as praias serão interditas”. O comandante Coelho Cândido referiu ainda que a Polícia Marítima está a acompanhar a situação e quando for necessário será colocada a bandeira vermelha.

● O antigo ministro dos Negócios Estrangeiros britânico Robin Cook morreu hoje, aos 59 anos, na Escócia, noticiou a cadeia de televisão britânica Sky News. Antes, um correspondente da Sky News na Escócia tinha informado que o ex-governante se encontrava em “estado grave”, devido a um colapso, quando praticava caminhada. O deputado trabalhista, que se demitiu do governo de Tony Blair por discordar da guerra no Iraque, ainda foi transferido para um hospital, onde faleceu.

● O presidente norte-americano George W. Bush congratulou-se hoje com a boa saúde da economia dos EUA, baseando-se nomeadamente nos números que mostram a criação de mais de 200 mil empregos em Julho. “Enquanto aproveitam o Verão, os norte-americanos podem mostrar-se optimistas acerca do nosso futuro económico”, afirmou George W. Bush na sua intervenção radiofónica semanal.

● Uma carruagem do metropolitano de Paris incendiou-se hoje na estação de Simplon, no nordeste da capital francesa, causando 15 feridos ligeiros por intoxicação, revelaram os bombeiros. As causas do incêndio, ocorrido às 17:30 locais, não foram avançadas, mas os bombeiros descartaram de imediato a hipótese de atentado.

● O ciclista português Cândido Barbosa (La-Liberty) ganhou hoje, ao “sprint” a segunda etapa da Volta a Portugal em bicicleta, cobrindo os 187,9 quilómetros entre Cartaxo e Figueira da Foz, em 4.24.12 horas. O colombiano Jeobany Chacon (ASC-Chenko Jeans) manteve a camisola amarela, símbolo do líder da classificação geral individual.

● A percentagem de obras de arte privadas em exposição permanente nos museus públicos portugueses não chega a um por cento, revelou hoje à Lusa o director do Instituto Português de Museus, Manuel Oleiro. A propósito da National Gallery, em Londres, que se prepara para devolver ao proprietário uma obra do pintor renascentista Tiziano que estava em exposição pública há 13 anos, Manuel Oleiro acrescentou que, em Portugal, os contratos estabelecidos com os proprietários ou coleccionadores de obras de arte com vista à sua exibição permanente referem-se, geralmente, a períodos de “um ou dois anos”.

 

Guedes: De onde vêm e para onde vão as micro-algas tóxicas

Chegaram, sem aviso, ao mar da Costa de Caparica e continuam a sua incansável viagem para Sul, em direcção à Fonte da Telha. Pelo caminho deixam praias interditas a banhos e uma mancha acastanhada de quase 20 quilómetros, mais do que visível a olho nu. As análises do Instituto Português de Investigação Marinha não deixam margem a dúvidas: as «micro-algas com alguma toxicidade» chegaram ao litoral português. O blog d'A Capital foi descobrir do que se trata.


A situação não é nova e, desprevenido, só apanha o banhista. Instituições competentes há muito que estudam o fenómeno, enquanto a comunidade científica tenta encontrar soluções para o problema. Mas do que se trata afinal? O nome não é fácil – são as florescências de cianobactérias, também conhecidas por blooms. Traduzido em miúdos: um amontoado de micro-algas tóxicas.

Se o micro lhe dá um ar de alga inocente, o tóxica mostra o seu lado negro. O aparecimento destes blooms – muitas vezes por culpa da acção do homem – traz consigo perigos vários quer para os ecossistemas aquáticos quer para a saúde pública.

Vamos, então, por pontos. O que é preciso para as micro-algas aparecerem? Tudo começa com a eutrofização. Confuso? Nem por isso. Todas as plantas aquáticas precisam de uma variedade imensa de constituintes químicos para crescerem, mas normalmente apenas o fósforo e o azoto estão em falta, exactamente aqueles que limitam o seu crescimento.

A eutrofização – que é o aumento da quantidade de nutrientes num ecossistema aquático - resulta, na maioria das vezes, do aumento destes dois nutrientes (sobretudo do fósforo) que permite a multiplicação descontrolada das algas. Na altura em que o número de nutrientes disponíveis dispara, nascem os blooms (aumentos de grande magnitude) de algas verdes e de cianobactérias (algas azuis) que podem ter efeitos nocivos.

Culpa Humana. A eutrofização pode ser natural, mas o homem nem sempre está isento de culpa. Quando tudo acontece por desígnio da Natureza, o sistema aquático torna-se eutrófico muito lentamente e o ecossistema mantém-se em equilíbrio. A água mantém a boa qualidade e a comunidade biológica continua saudável e diversa.

Pelo contrário, quando resulta de actividades humanas, o caso complica-se: o processo acelera-se, os ciclos biológicos e químicos podem ser interrompidos e, inevitavelmente, o sistema progride para um estado essencialmente morto. Inevitavelmente, o homem lança o caos.

Para isto, bastam acções cada vez mais banais no quotidiano humano: escorrências de campos agrícolas, efluentes industriais, esgotos e desflorestação. Em qualquer um dos casos, é libertado para os ecossistemas aquáticos uma grande quantidade de nutrientes que fica disponível para o crescimento do fitoplâncton (conjunto de algas microscópicas com pouco ou nenhum poder de locomoção, deslocando-se segundo o movimento da água, que inclui as algas verdes e as cianobactérias). A partir daqui, a história repete-se. É o ataque das micro-algas tóxicas.

Saúde Pública. Interditar os banhos numa praia onde surgiram micro-algas é a única decisão sensata a tomar. Para além das consequências que o bloom de cianobactérias traz ao ecossistema aquático (diminuição da capacidade de auto-purificação, diminuição da concentração de oxigénio, desaparecimento de algumas espécies, alteração do pH), há também as inevitáveis consequências para os humanos que advém da grande acumulação de toxinas e de parasitas, o que pode produzir fortes impactos ao nível da saúde pública.

O consumo destas águas, sem tratamento adequado, pode resultar em surtos de doenças agudas ou crónicas, dependendo da dose e tempo de exposição. A saúde humana pode ser afectada por inalação de cianobactérias ou de esporos, pela ingestão de água ou contacto directo.

A inalação pode produzir sintomas semelhantes à «febre dos fenos», como rinite, conjuntivite e dispneia ou bronquite aguda. O contacto pode desencadear irritação ocular, conjuntivite, dermatite, obstrução nasal, asma e provocar queimaduras na pele.

A ingestão acidental de água com doses elevadas de toxinas pode provocar intoxicações agudas, caracterizadas por um quadro de gastroenterite com diarreias, vómitos, náuseas, cólicas abdominais e febre, ou hepatite com anorexia, astenia e vómitos. A ingestão continuada de baixas doses de toxinas pode trazer alterações hepáticas crónicas. Estas situações podem ser também desencadeadas pela ingestão de moluscos, que como filtradores que são, acumulam nos seus tecidos doses não letais destes produtos, que são passados ao longo das cadeias alimentares, cujo elo final pode ser o Homem.


sexta-feira, agosto 05, 2005

 

O ataque das micro-algas tóxicas

Assinei ontem à noite. Hoje, acordei desempregada. Como qualquer sem-trabalho que se preze, não ouvi notícias, não comprei jornais, limitei-me a vestir o bikini e a roupa mais reduzida que consegui encontrar. Destino: praia. No caminho não sintonizei a TSF, nem a Rádio Renascença, nem qualquer rádio que me pudesse lembrar do estado do mundo. Queria ser só eu, o calor e um banho de mar. Achei esquisito que às quatro da tarde houvesse bicha de regresso a Lisboa - papalvos, pensei, a praia vai estar vazia. Um mimo. Praia da Sereia. Parque quase vazio. Está tudo doido. Com este calor, enfiam-se em casa. Bimbos. Depois, a placa: «Devido a poluição inesperada, estão interditos banhos de mar». Foda-se. O Zé Caralho do banheiro só sabe dizer que há uma mancha castanha. É um facto. Mais tarde, a TSF explica: é o ataque das micro-algas tóxicas. Banhos na Costa? Na melhor das hipóteses daqui a 4 dias. É para isto que despedem uma pessoa?

 

Assim vai o País e o Mundo...

● O candidato do PS à Câmara de Lisboa, Manuel Maria Carrilho, responsabilizou hoje o vice-presidente da autarquia e candidato do PSD, Carmona Rodrigues, pela “decadência e degradação” da cidade e pelo aumento de dívidas da Câmara. “É [Carmona Rodrigues] o único responsável pelo estado de decadência e degradação da cidade de Lisboa e espero que assuma essa responsabilidade”, afirmou Manuel Maria Carrilho, durante uma visita ao Centro de Dia de São João Evangelista, em Lisboa. “No dia em que Pedro Santana Lopes tomou posse como primeiro-ministro, a dívida da Câmara de Lisboa aos fornecedores era de 100 milhões de euros. No dia em que voltou, passado oito meses de gestão de Carmona Rodrigues, a dívida era rigorosamente o dobro”, afirmou o candidato do PS.

● O candidato socialista à Câmara do Porto, Francisco Assis, reivindicou hoje a participação governamental em alguns investimentos na cidade, nomeadamente a requalificação da Via de Cintura Interna (VCI) e da Estrada da Circunvalação. “Há uma obrigação da parte do Governo de promover alguns investimentos no Porto, no pressuposto de que muitos deles são de carácter nacional. E a VCI é um caso muito concreto”, disse o candidato em conferência de imprensa. A Via de Cintura Interna “é atravessada diariamente por milhares de pessoas que não se deslocam nem a partir do Porto, nem tendo o Porto com o destino, mas afectando fortemente a cidade. Tem de se encontrar uma solução que também envolva o Estado”, acrescentou.

● Trinta e três fogos activos, 23 dos quais por circunscrever, lavraram em Portugal continental hoje às 16:25, de acordo com Serviço Nacional de Bombeiros e Protecção Civil (SNBPC). No total, 2.401 bombeiros estavam mobilizados em acções de combate, rescaldo e vigilância, auxiliados por 668 veículos e 25 meios aéreos (aviões ou helicópteros). A Protecção Civil contabilizava ainda oito incêndios em fase de rescaldo e um em vigilância. Os distritos de Aveiro, Leiria e Viseu eram os mais afectados, com sete fogos a lavrar em cada um dos dois primeiros e seis no último. O Instituto de Meteorologia prevê para hoje uma subida da temperatura máxima, com algumas zonas a ultrapassarem os 40 graus. Nove distritos estão hoje risco máximo de incêndio e sete em risco muito elevado.

● Os níveis de concentração de ozono, um gás poluente prejudicial à saúde, continuam elevados nos concelhos do Seixal e Barreiro durante a tarde de hoje, informaram as autoridades responsáveis da região. A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo (CCDR-LVT) indicou que o valor de concentração daquele gás de 180 microgramas por metro cúbico, definido como limiar de informação ao público para este poluente, foi ultrapassado entre as 15:00 e as 16:00, atingindo valores mais altos no Barreiro.

●O governo moçambicano vai introduzir em Setembro os primeiros veículos públicos movidos a gás, visando minorar o problema dos transportes, na sequência do agravamento dos combustíveis no país, anunciou hoje a directora nacional dos Combustíveis. Primeiramente, os autocarros vão circular na capital moçambicana, Maputo, em virtude desta ser a única cidade que dispõe de terminais de gás proveniente do distrito de Pande, província de Inhambane, sul, disse Yolanda Cintura, sem avançar mais pormenores.

● O colombiano Jeobany Chacon (ASC-Chenco Jeans) tornou-se hoje o primeiro líder da Volta a Portugal em bicicleta, ao vencer isolado a etapa inaugural, que ligou Oeiras a Lisboa, na distância de 169,1 quilómetros. Chacon vestiu a camisola amarela após uma fuga de mais de 100 quilómetros, iniciada na companhia de mais quatro corredores, dos quais se distanciou a cerca de 40 quilómetros da meta.

● O divórcio entre Luís Figo e o Real Madrid, que se arrastava desde Maio, ficou hoje concluído, com o mais internacional dos portugueses a assinar pelo Inter de Milão, naquele que poderá ser o seu último desafio como futebolista. O primeiro “galáctico” da era Florentino Perez, e o primeiro a sair, assinou hoje pela equipa italiana, onde vai voltar a vestir a camisola 7, número que utiliza na selecção portuguesa e que envergou nos seis anos de Sporting.

●A forma como a obra de William Shakespeare foi recebida pela intelectualidade portuguesa no século XIX é estudada na obra “Shakespeare no Romantismo Português”, de Jorge Bastos da Silva, que agora chega às livrarias. Com chancela da Campo das Letras, o livro “Shakespeare no Romantismo Português - Factos, problemas, interpretações” analisa a forma como a obra dramática do bardo foi lida, representada, citada, traduzida e discutida no Portugal oitocentista.

●A Euronext Lisboa fechou hoje a subir 0,32 por cento, para 7.724,09 pontos, escapando às quedas das congéneres europeias pelo segundo dia consecutivo, ajudada pelos pesos-pesados.

 

Calor III

Hoje não sei o que se passa no país e no mundo. Acordei tarde, luxo de novo-desempregado. Só sei que está calor e que queria ir até à praia. 30 segundos de SIC Notícias avisaram-me que na Costa da Caparica o pessoal está a ser impedido de entrar dentro de água devido a uma mancha negra na água. Que raio, uma mancha negra a flutuar? Não faço ideia do que possa ser. És tu Carmo? Só sei que já não vou até à Caparica. Lisboa está um inferno. Calor que nunca mais acaba e um fumo cinzento que, de onde estou, quase não deixa ver a margem Sul. O país, de certeza, continua a arder. O cheiro a queimado costuma chegar mais à noitinha. Como ontem.
Vou ficar aqui quieto, a ler o nosso jornal. Como se as notícias estivessem fresquinhas.

 

Sim, eu sei que tudo são recordações...

... mas recordar é viver. Nesta hora em que temos a espadinha sobre as nossas cabeças, aqui fica uma curta-metragem dos bastidores do jornal. É um vídeo já com uns meses largos, mas percebe-se agora como a banda sonora era premonitória. Para o visualizarem, eis o que têm de fazer:
1 – Cliquem aqui, na última palavrinha.
2 – Na página que então se abre, mesmo lá no fundinho, seleccionem o vosso download carregando no botão Free.
3 – Nesta nova página, tornem a deslizar até lá baixo, aguardem uns segundos (reparem na contagem decrescente), e aparecer-vos-á um link para que possam descarregar o ficheiro take2multimidia.mpg para o vosso PC.

À hora a que escrevo estas linhas, ainda não abandonei o barco, mas já avisei o Matos de que não rescindirei com as vossas saudades. Muito boa sorte para todos, a gente bloga-se por aqui.

 

Não estou de férias

Está calor e parece que estou de férias, e por isso a coisa vai passando. Os dias vão passando sem grandes percalços ou pensamentos. Praia, esplanada, etc e tal. Mas não estou de férias e já tenho saudades vossas.

Dou por mim a rever-vos um a um, juntamente com as alcunhas que vos demos e a rir sozinha.



 
Ainda não assinei nada e, pela minha vontade, jamais rubricaria um papel que me fizesse abandonar a A Capital. Não fomos o melhor jornal do mundo, mas fomos, sem dúvida, uma redacção espectacular no dia-a-dia. Tenho pena, e falo por mim, que não fôssemos mais experientes, mais matreiros, pois continuo a achar que podíamos ter evitado este desenlace.. Eu estava disposto a ir para a guerra, mas já não estou. O hiperpragmático Nuno Guedes, em pleno Bairro Alto, disse-me uma ou duas coisas que me fizeram repensar a minha decisão. A mais importante delas todas tem a ver com a impossibilidade de a A Capital continuar tal como a vivemos, ou seja, com as mesmas pessoas e tudo aquilo que elas representam. É verdade, a A Capital, o jornal, para mim acabou mesmo sem ainda ter rescindido. Os que vierem - os que estão ali ao fundo da esquina a ver se nós bazamos - podem vir a vender muito mais do que 3 mil exemplares, mas jamais serão melhores do que nós. Lamento apenas que mais de vós não tivesse revelado, pelo menos, curiosidade em ouvir a proposta de cooperativa... no fundo compreendo-vos, mas não posso deixar de lamentar.

 

Calor, parte II

"Duas pessoas morreram ao final da tarde em Peniche quando uma arriba da praia da Almagreira, no extremo sul do concelho, cedeu e caiu sobre elas. (...) Esta não é a primeira vez que na Almagreira acontecem situações como a de hoje. O presidente da Câmara Municipal de Peniche, Jorge Gonçalves, avançou como causa provável do acidente as altas temperaturas que se fizeram sentir na região. A arriba que cedeu, composta por saibro compacto, tinha entre dez a 15 metros de altura."

Será que o tempo explica tudo neste país?!?!

 

Calor

Está calor. Cheguei há pouco da rua e, apesar de já passar da meia-noite, o termómetro aponta para os 30 graus. Lisboa, do estádio de Alvalade à Ajuda, do Restelo a Queluz, está coberta por uma nuvem de fumo. Na capital do país, cheira a pinheiro queimado. Mas não se vê nada a arder. No Porto, dizem os nossos colegas do Comércio no seu blog, a situação é parecida. Sei que a A1 está cortada há mais de cinco horas perto de Pombal por causa de um incêndio, mas não consigo perceber de onde vem a névoa que me rodeia. A SIC Notícias transmite (em diferido) um interminável torneio de ténis entre jogadores já retirados.

quinta-feira, agosto 04, 2005

 

Babes d'A Capital


E agora digam lá que as babes d'A Capital não são as mais giras do panorama jornalístico nacional e internacional! E isto é só uma pequena amostra!

 

Obviamente demitida

Ontem assinei o contrato (depois de me refazerem as contas pela 17ª vez consecutiva), hoje enfiei o resto da tralha no carro... ainda dei uma última vista de olhos, na expectativa de meter qualquer coisinha ao bolso, mas não vi nada que valesse a pena. Estou oficialmente desligada d'A Capital. Ter assinado com o Cláudio e com o Raminhos amenizou a coisa, sempre deu para rir da desgraça. Hoje não me despedi de ninguém. Ainda não estou preparada para um "adeus" definitivo. Assim como assim, já sei que para a semana vou arranjar qualquer motivo só para ir à Capital mais uma vez, e de certeza que vou encontrar alguns de vocês. Para os outros, beijinhos e abraços apertados e vejam se dão uso à lista de contactos!

 

Iniciativa cooperativa está em "marcha"

O presidente do Sindicato dos Jornalistas (SJ) Alfredo Maia afirmou hoje à Lusa que a iniciativa cooperativa para viabilizar os jornais A Capital e O Comércio do Porto, títulos suspensos sexta-feira pela Prensa Ibérica, "está em marcha".

"A iniciativa cooperativa está de facto em marcha. Há um grupo de trabalhadores que agarrou a ideia da cooperativa", referiu o responsável, explicando que existem ainda mais profissionais a reflectirem sobre a proposta.

O SJ apresentou segunda-feira a hipótese de criar uma solução cooperativa para fazer frente à decisão do grupo espanhol de fechar os dois títulos, tendo promovido encontros entre as equipas dos diários e um especialista do movimento cooperativo para esclarecimento de dúvidas.

Este encontro realizou-se hoje com a redacção de A Capital, tendo ocorrido no início da semana uma sessão semelhante no diário portuense.

"O próximo passo será apresentar uma proposta formal à administração do grupo Prensa Ibérica", explicou Alfredo Maia, acrescentando que a partir de agora irá tentar agendar uma reunião com os representantes do grupo.

O projecto a desenvolver nos dois diários, que poderá passar por uma cooperativa de trabalhadores ou por uma cooperativa mista com outras entidades, já conta com o apoio de algumas instituições ligadas ao movimento cooperativo, segundo revelou à Lusa Fernando Martinho, director pedagógico da Escola Profissional de Economia Social.

Esta instituição de ensino, que está sedeada no Porto, irá ser a responsável pela coordenação dos contactos na fase dos estudos de viabilização deste processo cooperativo.

Entre as entidades mencionadas pelo responsável encontram-se o Centro de Estudos de Economia Pública e Social, o Instituto Joaquim de Oliveira Guedes, a Escola Profissional de Comércio Privado e a COFAC (cooperativa detentora da Universidade Lusófona).

 

Teixeira assina pelo FdD

Finalmente acabou a novela em torno do futuro de Rui Teixeira. Após ter recusado uma proposta do Oriental, o jornalista com laivos de craque da bola que passou ao lado de uma grande carreira, assinou hoje um contrato válido por uma época com o FdD. Rui Teixeira esteve hoje nas instalações da Prensa Ibérica SAD para tratar dos últimos detalhes da rescisão de contrato e à saída do edifício falou em exclusivo com o blog d'A Capital: «Confesso que não foi nada fácil abandonar uma casa onde passei os últimos oito anos, onde cresci profissionalmente e humanamente. Esperava chegar um dia a capitão de equipa d'A Capital, mas a oferta do FdD foi bastante tentadora.»
O nosso blog tentou até à hora do fecho contactar os serviços do Fundo de Desemprego, mas fomos sistematicamente atendidos por um voice mail, informando que os serviços encerravam às 17 horas.

 

Quase me senti um jogador de futebol - sublinho o quase

Pois é verdade. Eu, o Tozé e a Garcia assinámos ontem a nossa rescisão de contrato, infelizmente não tão milionária como a dos jogadores de futebol. Quase me senti um deles, não fosse o facto de não ter um empresário e o de o valor recebido ser uma hora e meia do descanso do Figo (mais coisa, menos coisa). Ainda assim, caro Tozé, é bem verdade que as negociações tiveram algum efeito, porque a Sra. D. Uría acabou por nos beneficiar um pouco (migalhas, para eles). Afinal, ainda lhe conseguimos arrancar uns sorrisos rasgados. A assinatura da rescisão nem doeu tanto, com vocês os dois lá ao pé. Foi quase indolor. A partir daqui vai ser esquisito, mas como dizem os grandes Gatos Fedorentos.... (a vida) segue, segue, segue, segue, segue... e nós estaremos sempre por aqui.

 

Polícia suicida-se à porta do Comando

Um agente da PSP de Setúbal suicidou-se hoje à porta do Comando com um tiro na cabeça, confirmou fonte da corporação. O agente, entre 45 e 47 anos, segundo a fonte, suicidou-se dentro de uma viatura (particular), em frente do Comando da PSP de Setúbal, na Av. Luísa Tody, pouco antes das três horas da madrugada de hoje.
Dentro do carro deixou uma mensagem com palavras como "adeus reforma" e "adeus amigos e camaradas por tudo o que fizeram por mim". O agente prestava serviço nas oficinas da PSP, disse a mesma fonte, adiantando que há cerca de um mês outro polícia do comando de Setúbal tentou também suicidar-se. O caso está em segredo de justiça.

 

Até breve Info&Net!

Quarta-feira. O dia D! – Todas as semanas, desde Novembro de 2002, enviava para a redacção do Info&Net (o suplemento de informática mais antigo do país) a investigação jornalística da semana, nos últimos tempos a minha rubrica “Em poucas palavras” que descrevia uma empresa ou um rosto por detrás de uma tecnologia, produto ou serviço. Conheci muita gente e aprendi muita coisa com o “Em poucas palavras”!

Nos primeiros tempos a minha colaboração era mais intensa (entrevista, reportagens, pequenas e grandes notícias) depois menos exuberante devido à falta de verba. Apesar de tudo o Info&Net, resistente e curioso, avançava em todas as sextas-feiras, o que acontecia de relevante no mundo da tecnologia. Éramos uma equipa à maneira: eu e o Pedro Fonseca (os mais virtuais) o João Vicente e a nossa menina - a Leonor Pipa que há pouco tempo se iniciou nestas andanças e já começou com “amargos de boca”.

Nem imaginam o que senti quando ouvi a notícia… O Info&Net foi um “amigo” de todos aqueles que lá saíram retratados. 25 anos, mais coisa menos coisa, e muitos notáveis com conselhos e manuais que informavam, simplificavam e explicavam aos leitores o “admirável mundo novo da informática”.

Confesso que já tenho saudades do meu espaço e dos meus colegas, por isso estou aqui a escrever no dia em que enviava as duas páginas e a respectiva foto do entrevistado da semana, para esquecer a angústia da despedida do Info&Net e porque tenho esperança que seja só um até breve…


Dulce Mourato

 

Consegui!!!!!

Finalmente consegui registar-me! beijos

 

Orçamento antes das autárquicas, sugere Ribeiro e Castro

O líder do CDS-PP, José Ribeiro e Castro, lançou, ontem à noite. em Ponte de Lima, o desafio ao Governo para que seja apresentado em nome da «transparência» e «seriedade» o Orçamento antes das eleições autárquicas, marcadas para 9 de Outubro deste ano. O presidente dos populares quer ver as contas no final de Setembro, princípio de Outubro clarificadas.
Ribeiro e Castro falou em questão de «transparência e seriedade, para o Governo não estar a ser acusado de estar a evitar informação. Antes de uma eleição devia apresentar o Orçamento antes».
A questão foi levantada por Ribeiro e Castro num jantar com militantes e candidatos autárquicos de Viana do Castelo.

 

Assim vai o País e o Mundo...

● O secretário-geral do PSD, Miguel Macedo, garantiu hoje que o processo de elaboração das listas para as eleições autárquicas de 9 de Outubro está a “correr normalmente em todo o partido e em todo o país”.

● O presidente do FC Porto, Pinto da Costa, evitou hoje pronunciar-se sobre qual a candidatura autárquica que vai apoiar no Porto, ao acompanhar o candidato socialista, Francisco Assis, numa visita à instituição de solidariedade “Coração da Cidade”.
“Quando quiserem perguntar se apoio esta candidatura, digo-o sem problemas, se sim ou não, desde que não seja aqui [no “Coração da Cidade] nem no FC Porto”, afirmou Jorge Nuno Pinto da Costa aos jornalistas.

● Pelo menos vinte incêndios estavam por circunscrever às 14:30, nos distritos de Aveiro, Braga, Bragança, Guarda, Leiria, Lisboa, Porto, Santarém, Vila Real e Viseu, segundo o Serviço Nacional de Bombeiros e Protecção Civil (SNBPC). Em todo o país, 1.593 bombeiros estavam envolvidos em acções de combate, rescaldo e vigilância, apoiados por 457 veículos e 22 aeronaves, de acordo com o balanço do SNBPC. Em Arouca, o fogo teria já atingido várias habitações e ameaçava outras.

● A Direcção-Geral da Saúde alertou hoje para a possibilidade de ocorrerem efeitos do calor sobre a saúde em mais quatro distritos, que se juntam aos nove que quarta-feira foram colocados em alerta amarelo, o segundo menos grave. Além dos distritos de Coimbra, Lisboa, Santarém, Setúbal, Leiria, Castelo Branco, Portalegre, Évora e Beja, a Direcção-Geral da Saúde (DGS) aumentou hoje para alerta amarelo a vigilância nos distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto e Aveiro, devido aos “valores elevados de temperatura” previstos para hoje e sexta-feira.

● A média das notas da segunda fase dos exames nacionais do 12º ano subiu em relação a 2004, mas em 17 das 43 disciplinas os resultados foram negativos, ficando abaixo dos 9,5 valores, segundo dados do Ministério da Educação.

● Ismael Abdurahman, o primeiro suspeito acusado no Reino Unido no âmbito das investigações aos atentados de 21 de Julho em Londres, fica em prisão preventiva até 11 de Agosto, decidiu hoje o juiz de instrução. A justiça britânica acusa Abdurahman, 23 anos, de ter conhecimento “entre 23 e 28 de Julho” de informações que podiam “ajudar à detenção, investigação ou condenação de outra pessoa por envolvimento, preparação ou instigação de um acto terrorista”.

● O Comité Internacional do Crescente Vermelho disse hoje que 130 pessoas morreram nos distúrbios que registados no Sudão, depois do anúncio oficial da morte do ex-líder rebelde e vice-presidente sudanês, John Garang. O nosso último balanço é de 130 mortos e 402 feridos, afirmou, por seu lado, o Comité Internacional da Cruz Vermelha, precisando que 111 pessoas morreram em Cartum, capital do país, 13 em Juba e seis em Malakal, cidades do sul.

● A tenista portuguesa Frederica Piedade, 198ª do “ranking” WTA, qualificou-se hoje para os quartos-de-final do torneio de Martina Franca, Itália, ao afastar na segunda ronda a eslovaca Lubomira Kurhajcova.

● O futebolista internacional inglês do Manchester United Phil Neville, de 28 anos, vai representar o Everton nas próximas cinco temporadas, depois de 12 anos ao serviço dos “red devils”, anunciou hoje o clube de Liverpool. O jogador, que tanto actua a defesa como a médio, deverá realizar na sexta-feira os habituais exames médicos, estando o valor da transferência estimado em cerca de cinco milhões de euros.

● A Cabovisão apresentou nos primeiros seis meses do ano uma facturação na ordem dos 63 milhões de euros, o que significa um crescimento de 10,7 por cento face ao período homólogo de 2004, anunciou hoje a empresa.Segundo o comunicado da empresa, os resultados no final do segundo trimestre de 2005 reflectem um forte crescimento relativamente ao mesmo período do ano anterior, desempenho que foi sustentado pelo número de clientes, volume de negócios, margem de lucro dos vários segmentos e geração de receita.

 

Já está!

Só para anunciar que acabei de passar para o outro lado. É verdade, estou desempregado. Cheque no bolso, saudades por todo o lado. Vemo-nos por aí.

 

O velório

Sem jornal para dizer piadas, Borges (o velho) volta agora a escrever regularmente (pelo menos assim o promete) no blog para onde já escrevia antes de chegar à Capital - http://www.causa-nossa.blogspot.com
No primeiro texto deste regresso, o Luís Filipe Borges fala sobre a redacção da Capital neste pós-fecho. Assino por baixo e acrescento: cada dia é mais deprimente entrar no número 24 da Basílio Teles. Sempre me recusei a ir a funerais e parece que há quase uma semana que vou a um velório.

quarta-feira, agosto 03, 2005

 

É agora!!!!

Depois de muitas horas de negociação (sim porque eu, o Cláudinho e Ana Garcia Martins somos realmente importantes) assinei o maldito papel. Qual papel? O papel! Ah, o papel! Mas qual papel? Infelizmente, ou felizmente (já não sei), o papel da cessação de contrato. Estas são as últimas palavras do meu teclado e encerram um período de sete anos ligado ao jornal. Sim porque em 1998 escrevi os primeiros textos para este diário e onde já a Mira era mãe de todos nós e o Teixeira era ainda um puto ranhoso (não é Tamagochi?). Foram bons anos, aprendi realmente muita coisa, conheci muita gente e fiz amizades. Não vou estar com aquelas tretas do adeus e choradinhos porque isso é para meninos sensíveis como o John. Mas fica aqui um agradecimento a todos, especialmente ao Paulo Reis e Fernanda Mira (os meus primeiros professores); aos meus companheiros de secção (porque conseguem ser quase tão bonitos como eu :D ), a todas as meninas da redacção (vaidosas, mas simpáticas) e aos outros camaradas com os quais troquei sempre dois dedos de conversa inteligente (sim, é possível). Agora são horas de jantar e ir de férias. Depois? Depois, como costumo dizer, LOGO SE VÊ!

 

Figo perto do Inter

O futebolista internacional português Luís Figo deverá oficializar amanhã um compromisso com os italianos do Inter de Milão, segundo um dos directos desportivos do clube, Gabriele Oriali.
"Figo ainda não é jogador do Inter, mas isso poderá acontecer amanhã", afirmou o responsável pelas transferências do clube milanês, sem avançar qualquer pormenor sobre o possível contrato.
No entanto, a rádio espanhola Marca já avançou que o extremo português irá deslocar-se amanhã da Áustria, onde o Real Madrid iniciou hoje um estágio, a Milão para assinar por duas épocas e ser apresentado.
Em declarações após um encontro com os representantes de Figo, Oriali também não garantiu que o negócio pudesse estar fechado até ao meio-dia, limite máximo para inscrever jogadores para as competições europeias.
Questionado sobre o que separa actualmente o português do Inter, o dirigente respondeu "apenas a distância física".
Com contrato até Junho de 2006 com os "merengues", Figo perdeu a titularidade na época passada e passou a ser alvo dos interesses de clubes como o Liverpool e Valência.

 

PT nega financiamento de partidos no Brasil

A Portugal Telecom (PT) reiterou hoje nunca ter participado em encontros para discutir ou negociar financiamento de partidos políticos brasileiros e nega ter contactado o empresário Valério de Souza durante o mês de Janeiro.
Roberto Jefferson acusou, terça-feira, no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados do Brasil o antigo ministro da casa Civil da Presidência José Dirceu de tentar que a Portugal Telecom financiasse ilegalmente partidos brasileiros, o que este negou "de forma peremptória".
Roberto Jefferson disse que o ex-ministro marcou um encontro entre presidente Lula da Silva e a direcção da Portugal Telecom no final de 2004.
"Depois, (o ex-ministro) autorizou emissários a ir a Portugal em nome do PT e do PTB para negociarmos lá um acordo que pusesse em dia as contas dos dois partidos", denunciou Jefferson, que presidiu ao PTB.
Horas depois da declaração de Roberto Jefferson, o publicitário Marcos Valério, responsável pela movimentação de milhões de reais de um "saco azul" do PT, reconheceu que esteve em Lisboa para um encontro com a direcção do grupo português, entre os dias 24 e 26 de Janeiro deste ano.
A Portugal Telecom negou hoje "de forma categórica e veemente que tenha mantido reuniões ou qualquer tipo de contacto com os senhores Marcos Valério de Souza e Emerson Palmieri nos dias 24, 25 e 26 de Janeiro de 2005, em Lisboa".
A empresa admite ter mantido contactos com Valério de Souza, mas "no contexto da Portugal Telecom estar potencialmente interessada na aquisição da Telemig".
A operadora portuguesa explica, por outro lado, que "por força das suas actividades empresariais, a Portugal Telecom mantém de forma sistemática contactos institucionais" e que "foi recebida oficialmente por duas vezes em audiência" pelo presidente do Brasil, "Luiz Inácio Lula da Silva, com o objectivo de comunicar novos investimentos realizados no Brasil".
"A Portugal Telecom assegura que nunca participou em qualquer encontro com o objectivo de discutir ou negociar operações que envolvessem o financiamento de partidos políticos brasileiros", reitera.
O grupo de telecomunicações diz estar "à disposição das autoridades brasileiras para prestar todos os esclarecimentos necessários, visando eliminar quaisquer dúvidas que possam persistir".
O jornal Folha de São Paulo noticia hoje que a doação supostamente negociada entre dois partidos políticos brasileiros e a Portugal Telecom seria de 100 milhões de reais (35 milhões de euros).
O jornal refere que o publicitário Valério de Souza foi "obter informações sobre a transferência de 600 milhões de dólares do Instituto de Resseguros do Brasil (uma empresa estatal brasileira) depositados num banco do Reino Unido para o BES".
Em contrapartida, os dois partidos PT e PTB receberiam cerca de 100 milhões de reais do Banco Espírito Santo, escreve a Folha de São Paulo.
O publicitário afirmou que foi acompanhado pelo tesoureiro do PTB, Emerson Palmieri, mas que tratou de interesses comerciais, e não de doações a partidos políticos.
O objectivo do encontro, segundo Marcos Valério, foi apresentar-se à Portugal Telecom, na época interessada na aquisição da Telemig Celular, uma operadora de telefonia móvel do Estado de Minas Gerais.
As empresas de publicidade de Marcos Valério, DNA e SMP&B, ambas sedeadas na capital Belo Horizonte, trabalham para a Telemig Celular.

 

Portugal com seca extrema

A totalidade do território português está em situação de seca com intensidade extrema e severa, segundo o relatório oficial relativo à segunda quinzena de Julho e que será divulgado hoje no site do Instituto da Água.
O novo relatório foi hoje analisado pelos secretários de Estado do Ambiente, Humberto Rosa, Adjunto e da Administração Local, Eduardo Cabrita, e do Desenvolvimento Rural e das Florestas, Rui Gonçalves, durante a habitual reunião quinzenal da Comissão para a Seca 2005, destinada a avaliar os dados da segunda quinzena de Julho e a tomar as medidas adequadas.
"Constatou-se que os valores da quantidade de precipitação acumulada desde 01 de Outubro de 2004 até 31 de Julho de 2005 não sofreram alteração significativa e continuam muito inferiores aos valores médios, apesar de se ter registado ocorrência de precipitação entre os dias 24 e 28 deste mês (Julho) em todo o território, em especial no Litoral Norte e Centro e no Algarve", refere um comunicado oficial, que antecipa as conclusões do relatório.
No último relatório, relativo à primeira quinzena de Julho e publicado no passado dia 20, a Comissão referia que a seca extrema afectava 80 por cento do território, sendo os restantes 20 por cento considerados em situação de seca severa.

 

Baleia-anã dá à costa em Tavira

Uma baleia-anã viva deu à costa da praia algarvia do Barril (Tavira) hoje à tarde e está a ser conduzida pelas autoridades para alto mar.
O mamífero, com aproximadamente oito toneladas e cerca de nove metros de comprimento, apareceu cerca das 15:00 junto da barra de Tavira.
O comandante do porto de Tavira disse que a baleia “está a nadar”, mas “aparenta ter alguns ferimentos”.
Uma embarcação do Instituto de Socorros a Náufragos (ISN) e outra da Polícia Marítima estão perto da baleia-anã para a ajudar a ir para alto mar e, segundo o comandante Rodrigues Campos, já se conseguiu conduzir o animal para poente (Olhão) e afastá-lo da costa marítima.
O biólogo marinho e director do Zoomarine de Albufeira, Élio Vicente, explicou que a baleia-anã é uma espécie que se distribui por todo o Oceano Atlântico e que entra e sai do Mar Mediterâneo ao longo do ano, considerando que situações como a de hoje não são totalmente anormais.“Embora a baleia-anã não tenha tendência para se aproximar da costa, às vezes pode acontecer em busca de comida”, afirmou o biólogo marinho, adiantando que esta espécie prefere andar sozinha no mar ou em grupos de dois ou três.

 

Preso 26 anos por engano

Um homem preso durante 26 anos em Miami (Florida) por sete violações sexuais vai ser libertado hoje, depois dos testes de ADN e rectificações de testemunhos terem demonstrado a sua inocência, informou a família. “Isto é um sonho”, disse aos jornalistas Luis Diaz, 67 anos, no Centro Correccional Turner Guilford Knight, situado no noroeste de Miami, onde se encontra detido.
O indivíduo, de origem cubana, foi detido na noite de 29 de Agosto de 1979, numa altura em que pelo menos 25 mulheres denunciaram ter sido violadas ou vítimas de tentativas de violação. Para o advogado Barry Scheck, um dos fundadores da organização “Projecto Inocência”, que investiga casos de possíveis erros judiciais relacionados com provas de ADN, o de Diaz é talvez o caso mais importante de reabilitação de uma pessoa entre os 160 já resolvidos.
O Ministério Público disse que ia encerrar o caso contra Diaz, dado que as provas de ADN indicaram que o violador é outro homem desconhecido e que duas das sete presumíveis vítimas alteraram os testemunhos apresentados.


 

Quatro mortos em praias não vigiadas durante o mês de Julho

Durante o passado mês de Julho, morreram quatro pessoas em praias não vigiadas, que representam 350 quilómetros de costa, contra os 150 de areais vigiados, onde os resultados são optimistas. A informação foi veiculada pelo Instituto de Socorro a Náufragos (ISN).
As quatro vítimas são homens, um deles ucraniano. No dia 23 de Julho, na Praia Pequena, Porto Covo, o imigrante, de 24 anos, morreu por «afogamento, provável exaustão e trauma nas rochas ao tentar resgatar um casal amigo em dificuldades. Aplicado sem sucesso suporte básico e avançado de vida por médico que assistiu o acidentado desde que resgatado até dar entrada na unidade hospitalar», explica o instituto da Marinha.
O primeiro acidente do mês ocorreu dia 9, por «doença súbita sem afogamento, ministrado sem sucesso suporte básico de vida por nadador salvador de praia vigiada próxima». O homem, de 55 anos, estava a banhos na Lagoa de Albufeira.
No dia seguinte, na Praia de Ofir, um jovem de 20 anos, perdeu a vida «por afogamento, provável doença súbita (congestão), detectado inanimado por canoísta».
No dia 19 de Julho um homem de 47 anos faleceu na praia de S. Pedro, na Madeira, vítima de «afogamento, por causa desconhecida, e foi retirado do mar inanimado por particular não identificado».
Para que estas situações não se repitam, nunca é demais lembrar: Frequente uma das 250 praias vigiadas, respeite as bandeiras e os nadadores-salvadores, evite tomar banho antes de decorridas três horas após as refeições, não nadar contra a corrente, mas sim paralelamente à costa, vigie as crianças, não salte para a água em locais pouco profundos e não tome banho sob o efeito de álcool ou drogas.
Antes de se fazer à praia, espreite também o site www.marinha.pt/isn , onde estarão todas as regras das praias e o estado do mar, para que «nas praias não seja uma vítima. Ir e voltar só depende de si», diz o slogan deste ano.

 

Acidente aéreo no Canadá

Um avião da companhia Air France vindo de Paris com cerca de 300 pessoas a bordo incendiou-se terça-feira no momento da aterragem no aeroporto de Toronto, no Canadá, fazendo 14 feridos ligeiros, mas sem registo de mortos. O acidente ocorreu pelas 16h03 locais (21h03 em Lisboa).
As autoridades canadianas indicaram que não tinham conhecimento de vítimas mortais, mas apenas de 14 feridos ligeiros. A companhia Air France em Paris afirmou igualmente que o acidente não causou mortos e indicou tratar-se do voo AF358, que seguia de Paris com destino ao aeroporto de Pearson, em Toronto.
Em declarações ao canal de televisão norte-americano CNN, o comandante dos bombeiros David Sheen indicou, por seu lado, que os passageiros foram retirados do avião e alguns foram hospitalizados.
Uma rádio local do Canadá (CBC) indicou, por seu turno, citando fontes das equipas de socorro, que alguns passageiros conseguiram sair do avião em chamas, pouco depois do despiste.
O aparelho - um Airbus 340 -, transportava 297 passageiros e 12 membros da tripulação.
Segundo a CBC, o aparelho parece ter derrapado e saído da pista após a aterragem. O acidente ocorreu num momento em que chuvas fortes e trovoadas se registavam na região.
Um pouco antes do acidente, o aeroporto decidiu suspender todas as aterragens e descolagens devido ao mau tempo.
Segundo imagens difundidas pela estação de televisão Sky News, o avião, que estava dividido em duas partes, encontrava-se junto da auto-estrada 401, um dos mais importantes eixos rodoviários nos arredores de Toronto, a principal cidade do país.
De acordo com uma testemunha citada pelo canal de televisão CNN, o Airbus aterrou normalmente, antes de se partir em dois ao longo da pista, deixando-a de seguida, parando numa vala profunda coberta de vegetação.


 

Koeman espera por reforços

Ronald Koeman espera que a SAD do Benfica corresponda ao seu desejo de contratar mais dois jogadores até ao próximo sábado, dia do jogo da apresentação dos encarnados aos sócios, com a Juventus. No final do jogo de ontem com o Estoril, o técnico foi claro nas suas intenções: «Espero tê-los cá até sábado».
O holandês espera que a dupla Vieira e Veiga finalize a contratação de um "número 10" e de um ponta-de-lança.
O jogo na Amoreira terminou com a vitória dos campeões nacionais por 1-0, com um autogolo de Buba (83). A qualidade do encontro deixou muito a desejar neste penúltimo jogo de pré-época do Benfica, que contou com Petit e Manuel Fernandes no meio campo, Hélio Roque na direira e Giovanni na esquerda, ficando Simão Sabrosa a jogar nas costas de Nuno Gomes.
Do particular há ainda a destacar a lesão do reforço Léo. Já hoje, no treino realizado de manhã, João Pereira e Alcides lesionaram-se e tiveram de sair mais cedo. O lateral tem uma mialgia nos adutores da perna esquerda; o central precisou de auxílio para abandonar o relvado, com queixas no joelho direito.

 

Negociações suspensas

A empresa de investimento de risco anunciou hoje ter suspendido as negociações para compra do diário A Capital, alegando que o representante do grupo espanhol de media detentor do jornal incumpriu o acordo entre as partes.
“A LP-Brothers VentureCapital suspende as negociações de aquisição do jornal A Capital” porque “o representante do accionista, Dr. António Matos, não cumpre com o acordado e faz bluff nas negociações”, refere em comunicado.
Segundo refere a empresa de capital de risco, a LP-Brothers “pretendia, até ao final do mês de Agosto, realizar a aquisição e resolver de imediato o passivo corrente” do diário lisboeta que foi sábado suspenso pela Prensa Ibérica, grupo espanhol de media que detém aquele jornal.
O managing partner da LP-Brothers, Pedro Xavier Pereira, disse segunda-feira à Lusa que a decisão de propor a compra de A Capital até final do mês se mantinha depois de uma reunião realizada nesse mesmo dia o representante em Portugal do grupo de media Prensa Ibérica.
“Reunimos com António Matos, que diz representar os accionistas de A Capital, e ficou decidido” que seria assinado terça-feira um acordo de confidencialidade entre as duas empresas a fim de ser facultada à LP-Brothers informação sobre a situação do jornal, explicou o responsável na altura.
De acordo com Pedro Xavier Teixeira, a intenção do grupo comprador era adquirir o diário “com toda a sua estrutura”, mantendo os actuais trabalhadores nos seus postos.
Segundo adiantou, a LP-Brothers representava um “grupo espanhol de investimento que já tem algumas participações - apenas como parceiro financeiro - nos media”.


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

eXTReMe Tracker