domingo, agosto 07, 2005

 

Assim vai o país e o mundo

Dois candidatos do PS da freguesia da Marinha das Ondas, na Figueira da Foz, disseram hoje que foram agredidos por um autarca do PSD, mas este negou e retribuiu as acusações aos adversários.
Rodrigues Nada, cabeça-de-lista do PS à Assembleia da Marinha das Ondas, e Manuel Raimundo, que integra a lista e foi presidente da Junta de Freguesia durante 12 anos pelo mesmo partido, contaram à agência Lusa que foram agredidos a murro pelo actual presidente do executivo, António Pedro Almeida, do PSD.Por seu turno, Pedro Almeida, que se recandidata ao cargo, disse que foi primeiro agredido com pratos de louça na cabeça pela mulher de um dos opositores, durante uma altercação verificada sábado à noite no recinto da ExpoOndas, a mostra local de actividades económicas. Num período de 24 horas, este foi o segundo caso de alegadas agressões entre candidatos autárquicos no concelho da Figueira da Foz.

Já a CDU/Porto criticou este domingo a proposta de Rui Rio de resolver o impasse relativo às obras do Túnel de Ceuta através de uma fórmula referendária a ser inscrita nos programas das diferentes candidaturas à Câmara Municipal do Porto. Classificando-a de «ideia peregrina», a CDU considera que o acto eleitoral de 9 de Outubro «não pode ser transformado num plebiscito, como se o túnel de Ceuta constituísse o problema essencial e único da cidade do Porto».

Quanto ao ponto de situação dos incêndios que lavram pelo país, eram dez os incêndios que estavam às 16:04 de hoje por circunscrever nos distritos de Aveiro, Castelo Branco, Coimbra, Leiria, Porto e Vila Real, segundo o Serviço Nacional de Bombeiros e Protecção Civil (SNBPC). Àquela hora, encontravam-se em acções de combate, rescaldo e vigilância 1.417 bombeiros, apoiados por 368 veículos e 23 meios aéreos, refere o SNBPC. Em relação ao último balanço divulgado pelo SNBPC, o número de incêndios subiu nas últimas horas de quatro para nove.
As situações mais graves são os fogos que atingem o concelho de Vila Pouca de Aguiar e Peso da Régua, no distrito de Vila Real, estando a ser combatidos por 103 bombeiros, 24 viaturas e nove meios aéreos.

Um jovem de 23 anos foi hoje encontrado morto no bairro 6 de Maio, na Amadora, pela PSP, que foi chamada ao local devido a uma desordem, disse à agência Lusa fonte daquela polícia.
De acordo com a PSP, cerca das 6:00 a polícia foi chamada ao bairro 6 de Maio, nos arredores de Lisboa, devido a uma desordem entre várias pessoas, mas já só encontrou um jovem morto com um tiro no peito. A Polícia Judiciária está a investigar o caso, adiantou a fonte da PSP.
Pelo mundo, destaca-se na Mauritánia a nomeação do novo chefe de Governo de Transição. O presidente da Junta Militar da Mauritânia, coronel Ely Ould Mohamed Vall, nomeou, hoje, como chefe do Governo de Transição, Sidi Mohamed Ould Boubakar, informaram fontes oficiais. Horas antes, a Junta recebera o pedido de demissão do primeiro- ministro Sghar Ould M'Bareck, nomeado pelo antigo presidente Maouya Ould Taya, deposto quarta-feira pela Junta Militar, quando se encontrava na Arábia Saudita para assistir às exéquias do rei Fahd.
Recebido o pedido de demissão, Vall convocou imediatamente Boubakar, do Partido Republicano Democrático e Social (PRDS, antigo partido no poder), que aceitou o convite para formar e chefiar um Governo de Transição.
Boubakar foi primeiro-ministro de Taya entre 1992 e 1996, sendo depois nomeado embaixador da Mauritânia em França. O Governo de Transição deverá governar durante dois anos, segundo a Junta Militar, que hoje libertou duas dezenas de fundamentalistas islâmicos, incluindo o seu líder, Mohamed Elhacen Ould Dedaw.

A Arábia Saudita tinha advertido oficialmente as autoridades britânicas de que se estava a preparar um atentado em Londres semanas antes dos ataques terroristas de 07 de Julho, noticia hoje o jornal The Observer. Fontes dos serviços de segurança sauditas, citadas pelo jornal britânico, referem que estão a investigar se um dos dirigentes da Al- Qaida, Ilamado Karim al Mayati, morto em Riade no passado dia 15 de Abril, fez chamadas telefónicas para o cérebro dos atentados de Londres. Um alto funcionário dos serviços de segurança sauditas disse ao Observer que foram interceptadas chamadas para o Reino Unido efectuadas de um telefone registado em nome de Al Mayati e que indicavam a existência na Grã-bretanha de uma célula terrorista activa que planeava um atentado.

Na China, cento e três mineiros ficaram hoje bloqueados numa mina de carvão inundada no sul do país e equipas de salvamento estão a tentar trazê-los para a superfície, noticiou a agência oficial, Nova China. Os mineiros ficaram bloqueados esta tarde numa das galerias da mina de carvão Daxing, perto da cidade de Xingning, na província de Guangdong, acrescentou a agência citando fontes locais.

Na actualidade desportiva, destaque para a Volta a Portugal em Bicicleta. Valdimir Efimkin (Barloworld) é o novo camisola amarela da Volta a Portugal, depois de ter vencido isolado a terceira etapa, que ligou a Lousã ao Fundão, na distância de 156,2 quilómetros. O russo, que levou até final uma longa fuga, passando sozinho na Torre, concluiu a tirada com 1.51 segundos de vantagem sobre o espanhol Francisco Perez (Milaneza-Maia) e 2.08 sobre Cândido Barbosa (LA- Liberty). Perez e Barbosa ascenderam ao segundo e ao terceiro lugares da classificação geral, respectivamente.

Kléberson deixou o Manchester United para ingressar no Besiktas. O médio chegou a Istambul este domingo e já fez exames médicos. As primeiras informações dão conta de um contrato de três épocas com mais um ano de opção.
O brasileiro chegou ao Manchester United em 2003, mas nunca conseguiu impor-se. As lesões perseguiram-no e acabou por fazer apenas 30 partidas em dois anos e meio. Neste defeso ficou claro que o médio iria sair do clube inglês. Surgiram, então, notícias a falar na possibilidade de reforçar o Benfica ou o Celta de Vigo.

Os discos de ouro e platina conquistados por Amália Rodrigues vão ser mostrados ao público, pela primeira vez, numa exposição a inaugurar segunda-feira na Sociedade Portuguesa de Autores (SPA), em Lisboa. A exposição «Amália Sempre», inserida nas comemorações do 80º aniversário da SPA, «procura mostrar uma das facetas menos conhecidas da fadista, a de poetisa», disse à agência Lusa José Jorge Letria, da SPA. «De todos os poetas que cantou, como Mourão-Ferreira ou Homem de Mello, o poeta mais cantado por Amália é ela própria», disse Letria.
Morreu Ibrahim Ferrer. O cantor, uma das figuras mais marcantes do mítico grupo "Buena Vista Social Club", é considerada uma importante perda para a música tradicional cubana.
Ibrahim Ferrer, nascido em 1927 em Santiago de Cuba, faleceu a meio da tarde de sábado, num hospital de Havana, onde foi internado devido a uma doença gastrointestinal. O artista tinha regressado esta semana da Europa, onde promoveu o seu último trabalho, «Mi sueno. A bolero songbook», uma colecção de boleros antigos com os quais Ferrer se distanciou do tradicional som cubano. Com este novo álbum, o cantor confessou em Barcelona, há poucos dias, que «tornou-se realidade um velho sonho». O enterro de Ibrahim Ferrer será realizado na segunda-feira, porque, como explicaram os familiares, é esperado um dos filhos do cantor que está na Argentina.

Comments: Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

eXTReMe Tracker