quinta-feira, agosto 04, 2005

 

Quase me senti um jogador de futebol - sublinho o quase

Pois é verdade. Eu, o Tozé e a Garcia assinámos ontem a nossa rescisão de contrato, infelizmente não tão milionária como a dos jogadores de futebol. Quase me senti um deles, não fosse o facto de não ter um empresário e o de o valor recebido ser uma hora e meia do descanso do Figo (mais coisa, menos coisa). Ainda assim, caro Tozé, é bem verdade que as negociações tiveram algum efeito, porque a Sra. D. Uría acabou por nos beneficiar um pouco (migalhas, para eles). Afinal, ainda lhe conseguimos arrancar uns sorrisos rasgados. A assinatura da rescisão nem doeu tanto, com vocês os dois lá ao pé. Foi quase indolor. A partir daqui vai ser esquisito, mas como dizem os grandes Gatos Fedorentos.... (a vida) segue, segue, segue, segue, segue... e nós estaremos sempre por aqui.

Comments:
Só para descobrir certos dados sobre a vida do Tozé Raminhos valeu a pena termos assinado o papelinho em conjunto. Foi bem bonito!
 
LOL e o meu nome é apenas uma gota no oceano!!! O resto era suficiente para uma novela venezuelana ou mesmo indiana!!! Já está na hora de marcar outro jantar ou nao?
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

eXTReMe Tracker