quinta-feira, maio 11, 2006

 

Afinal, Carrilho diz bem de um jornalista e ele chama-se Nuno Guedes

No livro que vai lançar hoje, onde Manuel Maria Carrilho ataca os jornalista por todos os lados, o filosófo faz o que eu pensava impossível: Diz bem de um jornalista. Advinhem de quem? Do Nuno Guedes.
É logo nas primeiras páginas onde diz textualmente que foi o nosso Guedes que descobriu que afinal não tinha havido nenhum arrastão.
Duas conclusões: Alguém reconhece o mérito do Guedes, afirmando que foi ele e não a Diana Andringa o primeiro a dizer que não houve arrastão. Segundo, o Carrilho lia a A Capital.

Comments:
Isto só vem confirmar uma coisa: o mau estado da CS em Portugal. A forma como excelentes jornalistas que trabalhavam n'A Capital ainda estão no desemprego ou tiveram de mudar de área para sobreviver é uma vergonha. Anda tudo a dormir...


ps- hoje o rui antunes "live e a cores" no programa herança com o malato na RTP.
 
Vivó Gueeeeeeeeeeeedes! Vivá Capitaaaaaal!!!!
 
Pipoca vi-te en Madrid... sempre em cima do acontecimento!
kiss - CM
 
?????????????
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

eXTReMe Tracker