terça-feira, março 11, 2008

 

A MORTE DO COMANDANTE RAUL REYES - a versão das FARC

Honra e Glória eterna ao comandante Raúl Reyes!

O comandante Joaquín Gómez substitui Raúl Reyes no seu posto no Secretariado

1- Informamos o povo colombiano e a opinião pública internacional que morreu o comandante Raúl Reyes, revolucionário integral e exemplar, que deu toda a sua vida à causa dos explorados, da libertação nacional e da Pátria Grande com que sonhou Bolívar. Rendemos honra a ele a aos outros 15 guerrilheiros caídos ao seu lado.
2- O comandante caiu cumprindo a missão de concretizar, através do Presidente Chávez, uma entrevista com o presidente Sarkozy, onde se avançasse na busca de soluções para a situação de Ingrid Betancour e para o objectivo do intercâmbio humanitário.
3- A aleivosia do ataque, a perversidade e o cinismo mentiroso de Álvaro Uribe para deformar as circunstâncias da morte do comandante Raúl Reyes não só tensionaram perigosamente as relações deste governo com as repúblicas irmãs como golpearam com gravidade as possibilidades do intercâmbio Humanitário e anularam a saída política para o conflito com este regime paramilitarizado e pró-ianque.
4- Aos presidentes Hugo Chávez, Nicolás Sarkozy, Rafael Correa, Daniel Ortega, Cristina Fernández, Evo Morales e a todos os governos amigos da paz, aos familiares dos prisioneiros e a essa imensa maioria que apoia o intercâmbio Humanitário alentamos a continuar a lutar pela evacuação de Florida e Pradera.
5- A causa da paz cimentada na justiça social pela qual o comandante Raúl Reyes ofereceu a sua vida continua a ondear no mais alto das montanhas da Colômbia, na Plataforma Bolivariana, no Plano Estratégico das FARC e na vontade inquebrantável de luta dos guerrilheiros e do povo em todo o país. A Raúl recordaremos sempre com profundo carinho, destacando-se nele a firmeza revolucionária, sua perseverança, seu empenho e eficácia para dar a conhecer perante a comunidade internacional a realidade das FARC como exército Revolucionário e sua inteireza para dinamizar a estratégia bolivariana de unidade continental.
6- Informamos que a partir desta data o comandante Joaquín Gómez ingressa como membro pleno do Secretariado do Estado Maior Central. Honra e Glória ao comandante Raúl Reyes. Pela Nova Colômbia, a Pátria Grande e o Socialismo: Nem um passo atrás!
Secretariado do Estado Maior Central das FARC-EP
Montanhas da Colômbia, 2 de Março de 2008
O original encontra-se em http://www.resumenlatinoamericano.org , Nº 1001.
Este comunicado encontra-se em http://resistir.info/ .

FARC-EP

segunda-feira, março 10, 2008

 

MEU LIRIO ROXO do CAMPO


MEU LÍRIO ROXO DO CAMPO
Meu lírio roxo do campo, criado na primavera,
desejava, amor, saber,ai, ai! a tua intenção qual era.
A tua intenção qual era, desejava, amor, saber.
Meu lírio roxo do campo,ai, ai! Oh! quem te fora acolher.
Oh! quem te fora acolher. Oh! meu amor, quem me dera!
Desejava, amor, saber,ai, ai! a tua intenção qual era.

(moda popular do Alentejo)

segunda-feira, março 03, 2008

 

Nº 2 da guerrilha colombiana assassinado no Equador

O comandante Raul Reys (tambem conhecido como Luis Édgar Devia Silva) das FARC foi assassinado numa operação levada a cabo pelo exército colombiano que à semelhança dos isrealitas invadiu a fronteira com o Equador, numa operação que pode pôr em perigo toda a América do Sul...
A base das FARC era no Equador e aí os guerrilheiros pensavam estar a salvo do governo de direita do presidente Uribe... Com Raul Reys morreram mais 10 guerilheiros que foram levados pela tropa para a Colombia.

Não serviu de nada Uribe vir à TV pedir desculpa pela incursão no Equador... tanto o presidente do Equador como o presidente da Venezuela transferiram tropas para a fronteira e não se sabe o que isso possa dar... Os EUA apoiantes de Uribe devem estar mortinhos por uma guerra naquela zona!

Os contactos com as FARC para a libertação de prisioneiros deve ter ficado comprometida e o acordo de paz assinado com o anterior presidente Pastrana (liberal) deve ter ido para as urtigas... ou seja o clima de insegurança na América do Sul está para durar. É quase certo se a Venezuela ou o Equador atacarem a Colombia os EUA metem-se ao barulho...

O presidente do Equador não poupou o seu homólogo colombiano e chamou-o de "criminoso, mafioso e para-militar - governante narco-tráfico"...
Vamos ver o que isto dá...
Lá vai a coca subir de preço...
AM

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

eXTReMe Tracker